zeroth-qualcommA Qualcomm é uma empresa mais conhecida pela sua gama de chipsets móveis Snapdragon. Contudo eles “brincam” com várias outras áreas da tecnologia.

Vê também: Samsung Note 6 com entrada USB Type-C e novos óculos VR a caminho

Actualmente, a aprendizagem automática ajuda a alimentar alguns dos serviços baseados em ligações cloud que utilizamos nos nossos smartphones. Por exemplo, uma aplicação de reconhecimento de voz carrega e descarrega amostras num servidor na nuvem, ao invés de fazer todo o serviço directamente no dispositivo.

   

qualcomm-cog-tech-4gnewsÉ isso que a Qualcomm pretende mudar com o novo kit de desenvolvimento baseado na plataforma de aprendizagem automática Zeroth. O processador Snapdragon 820, por exemplo, vai suportar o Zeroth.

Mas o que significa para o utilizador comum? Significa ligações muito mais rápidas cortando tempos de espera entre o envio de mensagens, estabilidade e privacidade de dados visto que as operações são feitas a partir do smartphone.

É claro que tudo isto só será possível assim que esta plataforma estiver disponível para os programadores, que poderão fazer as suas aplicações usufruindo desta aprendizagem automática mais poderosa. A Qualcomm afirma que a distribuição vai ser feita algures no segundo trimestre deste ano.

Talvez queiras ver: