443154-windows-10

O Windows 10 é o espelho do trabalho desenvolvido pela Microsoft nos últimos anos. Não só pela empresa mas por todos os Inisders que ajudaram a que isso fosse possível, exprimindo a sua opinião sobre aquilo que desejavam e desejam.

Porém, o mesmo já foi lançado há quase 1 ano e, por isso, no dia 29 de julho a instalação do mesmo sem qualquer custo acabar-se-á para todos aqueles que têm um dispositivo com Windows 7, 8 ou 8.1 que suporte o sistema mais recente. Dito isto, a questão que se coloca é se o mesmo deve ou não ser instalado e o que se perde ou ganha por fruto disso.

   

Quanto ao que se perde, o que se pode dizer é que há pouco a perder. O Windows 10 é o sistema mais recente e comporta um monte de funcionalidades não presentes nos seus antecessores, para não falar que é muito mais interativo não só para com o utilizador do mesmo, bem como com os dispositivos que as pessoas tenham. Por exemplo, em breve, as notificações de um smartphone Android serão apresentadas no Centro de Ação do Windows 10. Por estas e outras razões, esta atualização é um must. Todavia, excecionalmente, quando este sistema é instalado, é recomendado que ao mesmo, após a instalação, seja feita uma formatação pois, caso contrário, erros poderão surgir com alguma frequência.

Assim, embora haja mais 31 dias para refletir e tomar uma decisão. Mas fica a dica que, se o computador ou tablet forem totalmente compatíveis, a mesma seja aplicada com um “sim” porque ganha-se muito mais do que se perde.

Talvez queiras ver:

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.