Já começam os processos em tribunal por causa do 5G

António Guimarães

Não há dúvida que 2019 será o ano do 5G. Embora a tecnologia vá demorar anos a ser implementada como norma, o termo está a ser espalhado.

Contudo, existe muito marketing exagerado a utilizar o termo 5G. Tanto que há empresas que já começaram a entrar em tribunal por causa disso.

Nos Estados Unidos temos também operadoras de telecomunicações. Duas delas são a Sprint e AT&T. Ambas estão em processo de tribunal.

A Sprint está a processar a AT&T por alegar falsamente que tem 5G

Em primeiro lugar, tudo isto começou com a decisão AT&T começar a colocar a marcar smartphones e redes com as palavras "5G Evolution". Esta é uma alegação enganosa pois os dispositivos suportam os protocolos 4G LTE Advanced, apenas.

Em segundo lugar tivemos várias reacções. A operadora T-Mobile fez troça da situação colocando um autocolante a dizer "9G" num iPhone e partilhando a brincadeira no Twitter. A Verizon enviou-lhes uma carta. Finalmente temos a Sprint que decidiu entrar em processo no tribunal federal.

Este processo tem como objectivo fazer com que a operador remova as etiquetas fraudulentas do "5GE" e pare de fazer publicidade enganosa. Em resultado disto, a Sprint conduziu um questionário aos consumidores sobre as redes.

Os resultados foram caricatos. Cerca de 54% dos consumidores acredita que uma rede "5G "é a mesma coisa que "5GE". Adicionalmente, 43% dos questionados acredita que se comprar um smartphone pela AT&T ele virá com 5G. Algo que é completamente falso. A Sprint ainda reclama da AT&T estar a denegrir o nome da tecnologia, antes da mesma ser introduzida.

didn’t realize it was this easy, brb updating pic.twitter.com/dCmnd6lspH

— T-Mobile (@TMobile) 7 de janeiro de 2019

Contudo, isto não é nada de novo

Operadoras a fazer este tipo de publicidade enganosa não é novidade, infelizmente. Nos primórdios do 4G, a AT&T identificavam equipamentos com 4G antes do tempo. Ainda esta semana a versão do iOS 12.2 exibe um símbolo 5G.

A desculpa que as empresas usam para justificar isto é que estão a suportar tecnologias transitórias. Embora os seus aparelhos não suportem 5G, estão preparados para apanhar sinais superiores ao existente 4G LTE. Se isso soa tudo a desculpas esfarrapadas, fica a teu critério.

Em suma, é normal ver as operadoras a aproveitar as tecnologias do futuro para abusar no marketing. Isto acontece em todos os lados do mundo. Resta saber se vamos ver as nossas operadoras portugueses a entrar na mesma brincadeira.

Editores 4gnews recomendam:

Apple: Consumidores trocam cada vez menos de iPhone

Google: Mais de 3 milhões de dólares pagos a quem encontrou falhas

Misterioso Google Pixel 4 com Android 10 passa em benchmarks

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.