topo universe

Os #chinaaopoder tem invadido o mercado, mas não é mau sinal, muito pelo contrário. A cada dia que passa, vemos terminais com especificações e tecnologias fantásticas, por preços que a maioria dos humanos podem pagar por um smartphone.

Não quero falar o quão rídiculo tem sido ver os terminais tão caros, eu que gostava de saltar de flagship para flagship, foi em questão de dois anos, que isso deixou de ser possível. Mas lá está…Quando uma porta se fecha, uma janela se abre e deu-me curiosidade para conhecer mais destes #chinaaopoder que tanto me questionava.

   

Devo dizer que fiquei surpreendido, claro que nem tudo são um mar de rosas, mas tenho ficado bastante surpreendido com os terminais que tenho testado a maior parte deles compensa pagar o preço que solicitam pelo terminal e é sem dúvida o valor justo.

Hoje vimos falar do Oukitel Universe T, sim eu sei que o Chineses tem problemas em dar nomes às coisas e fazem os seus gadgets parecerem bregas. Mas vamos olhar mais atentamente para este terminal.

Estamos a falar de um equipamento com ecrã 5.5″ polegadas 2.5D e quase sem bezels (bordas laterais). O teminal mostra uma construção atraente e podemos ver na parte traseira o leitor de impressões digitais câmara e LED Flash, lá dentro estamos à espera de um processador MediaTek MT6735 com 2GB de RAM e Lollipop a rodar “fora-da-caixa”. Mais impressionante ainda este terminal terá a possibilidade de carregar a sua bateria  a 75% em apenas 30 minutos.

Ainda pouco mais se sabe sobre este equipamento, nem preços nem valores mas quase de certeza que veremos num dos nossos parceiros Chineses! 

Talvez queiras ver:

Diz o que tens em mente nos comentários abaixo. E que tal ajudares um projeto Português? Sabe mais

Queres ser nosso amigo? Segue-nos nos meios de comunicação.

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.