Prepara a carteira, pré-vendas do Apple Watch já com data e hora anunciada

Filipe Alves

Desta é de vez! Depois de muito se rumorar, o Apple Watch estará nas prateleiras daqui a nada. Foram muitos os artigos que falamos do relógio da Apple, foram muitas discussões nos LiveCasts (todas as segundas-feiras no Youtube às 21h) e muitas manchetes que este Apple gadget fez nos nossos diários.

Em certas alturas o assunto era bom, como as inovações que este relógio traz ao mundo, outras nem por isso, como o preço que por ele é solicitado. Acima de tudo vemos uma Apple determinada em fazer algo diferente e com o toque Apple, que na minha opinião, o iPhone 6 perdeu.

O Apple Watch apresentado em Setembro e detalhado em Março, cai na loja online da Apple no dia 10 de Abril pelas 8.01 da manhã, horário de Lisboa. Infelizmente este gadget e Portugal não combinam. A Apple voltou a decidir não investir no nossos País como um dos primeiros a receber os novos gadgets da marca da maçã.

Os Países que irão abraçar o smartwatch da Apple no dia de lançamento é UK, Australia, China, França, Alemanha, Hong Kong e o Japão. O mercado dos EUA também ficou fora desta lista, provavelmente pela possibilidade de grande demanda.

Se vives num destes países ou conheces alguém que viva poderás fazer a ordem online nas horas indicadas e provavelemente terás o relógio em casa no dia 24 deste mesmo mês.

Ainda não são conhecidas datas ou possibilidades de Portugal embarcar numa futura lista, mas mais cedo ou mais tarde teremos este gadgets no pulso e saberemos o tiraremos as nossas conclusões.

Talvez queiras ver:

  • Apple lança 4 novos vídeos tutoriais para o Apple Watch
  • Os interessados no Apple Watch Edition terão direito a tratamento VIP

Diz o que tens em mente nos comentários abaixo. E que tal ajudares um projeto Português? Sabe mais

Queres ser nosso amigo? Segue-nos nos meios de comunicação.

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.