MacBook Pro

A utilização do computador já não é tão relevante quanto há uns anos atrás. A maior parte das pessoas utilizam o smartphone como conexão à internet e se não fosse os jogos mais pesados, questiono-me seriamente se os jovens de hoje gostariam de ver tal gadget na secretária.

Com o lançamento do novo Macbook Pro, muita gente questionou a sanidade da Apple em cobrar tanto dinheiro por um computador com um processador não tão recente, especificações não tão PRO e uma lacuna nas orifícios de entrada para periféricos.

   

Vê ainda: NASA completa o seu novo telescópio espacial James Webb

Os valores são mais altos que o normal e com menos possibilidades que, por exemplo, qualquer outro computador Windows pelo mesmo preço, ou mesmo face aos Macbook Pro anteriores.

Surface Studio
Surface Studio

Mas não estou aqui para falar a Apple em concreto. Utilizo um Macbook Pro e um iMac para gerir as minhas tarefas e só quem utiliza um Mac sabe porque é que paga tanto por menos especificações.

O que aqui venho falar é dos preços dos computadores nos últimos tempos. Temos visto o mercado a se distanciar cada vez mais. Por um lado, temos computadores ou Notebooks bastante baratos, mas com uma falha enorme em especificações, por outro, se queremos um bom computador temos de desembolsar quase sempre 4 dígitos.

Não é preciso ser muito inteligente para se aperceber que aqui há gato e que as empresas tem subido os preços sem grande explicação. Mas se olhares com atenção, tudo bate certo.

Não percas: Samsung Galaxy S8: primeiros testes e novos rumores

A venda de PC’s tem diminuído nos últimos 2/3 anos. Os smartphones e tablets vieram para ficar e posso dar como exemplo a 4gnews que nos dias de hoje conta com tanto tráfego mobile como desktop.

A qualidade dos equipamentos de gama-média e gama-alta são cada vez mais relevantes e para ser honesto, navegar na internet via mobile já foi pior.

Surface book

Por esse simples facto os fabricantes de computadores tem de lucrar por algum lado, sendo assim, fazem uma máquina a preços baratos, para quem precisa apenas de um computador para pequenas coisas e uma outra gama alta, onde o valor subirá, face ao que seria suposto, para combater o prejuízo de vender menos.

Desta forma, as fabricantes podem de facto vender menos, mas o lucro manterá estabilidade e todos sabemos o quanto os investidores gostam de notas verdes certo?

Para além disto, podemos também falar do novo negócio que este tipo de novos computadores está a formar e a Apple acabou de descobrir. Isso mesmo, Dongles!

Quem é que não gosta de andar com um pirilão ao do penduro no computador?

Para teres uma ideia, a Apple está a cobrar 59€ por um dongle com as exactas entradas que o antigo Macbook Pro oferecia.

Mas o que podemos fazer para combater isto?

Não há muito que um utilizador possa fazer para evitar este problema, afinal se precisas de um computador bom terás de o comprar. Infelizmente as empresas olharão constantemente para o lucro, mas no final do dia, esse é o trabalho deles, nenhuma empresa anda aqui a fazer caridade tecnológica.

Esperemos só que esta fase de transição seja rápida e que o futuro nos traga mais soluções por um preço mais vantajoso.

Talvez queiras ver:

Samsung poderá estar já a desenvolver um novo membro da família Galaxy Note

Nova patente revela smartphone dobrável da Samsung já para o próximo ano

UMi revela “UMi Plus E” com 6GB de RAM e Helio P20 por menos de 200€

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.