Partilha o artigo

A Huawei já publicou o seu relatório anual com os números e valores de 2016. Totalizando mais de 11,2 mil milhões de dólares em receitas, as vendas da Huawei cresceram cerca de 42% face ao valor de 2015.

Para além do aumento das receitas, a Huawei também aumentou o número de unidades vendidas em cerca de 29%, colocando mais de 139 milhões de equipamentos nas mãos dos consumidores. Ambos os parâmetros denotam um enorme crescimento da marca em 2016.

Vê também: VOTA para “Smartphone do Ano” e “Marca Revelação” 2016

Este aumento de 42% dos lucros com as vendas é um ótimo valor de referência mas, como ainda há pouco tempo referimos, 2017 será crucial para as ambições da marca e toda a empresa se está a preparar para redobrar os esforços e continuar a trilhar este percurso de sucesso.
A marca merece os nossos parabéns pelos resultados obtidos, o reflexo de um aprimorar constante da sua oferta de smartphones e demais produtos tecnológicos.

Há sempre margem para melhoria e não tenho dúvidas que em 2017 a Huawei saberá ouvir os consumidores e tornar os seus smartphones ainda mais apetecíveis. Contudo, algo que gostei particularmente em 2016 foi:

  • Parceria com a Leica colocou os seus topos de gama no Top 3 das melhores câmaras. Sem esquecer os vários centros de pesquisa e desenvolvimento que a Huawei inaugurou, incluindo um em Portugal.
  • A EMUI está muito mais sofisticada e, ao mesmo tempo, simples e mais próxima do Android no seu estado puro. Deviam, contudo, atualizar alguns dos seus topos de gama antigos como o P8 e até a sua versão Lite.
  • Tanto o Huawei P9 como o Huawei P9 Lite conseguiram ultrapassar a fasquia dos 10 milhões de equipamentos vendidos, cada um deles.

  • A marca Honor (sub-marca da Huawei), está mais forte do que nunca e lidera o caminho da Huawei ao servir de tubo de ensaio para os planos futuros da casa-mãe. O Honor 8 foi extremamente bem recebido em Portugal, o Honor Magic está a deixar-nos em pulgas para o conhecer e o Honor 6X já está a granjear rasgados elogios por parte da imprensa internacional.
  • O Huawei Mate 9 conseguiu destacar-se no plano internacional ao ser o primeiro smartphone com a assistente virtual por voz da Amazon, a Alexa.
  • Marketing poderoso e eficaz ao longo de todo o ano

Estes foram apenas alguns pontos fortes e passos estrategicamente sábios que a Huawei tomou durante 2016. Esperemos que a marca se mantenha fiel aos seus valores e continue a dar ouvidos ao público que cada vez mais a estima.

Talvez queiras ver:

Xiaomi Mi Note 2 foi o mais colorido no CES 2017

Samsung termina o ano com o maior lucro dos últimos três anos

É oficial! A Nokia está de volta com o Nokia 6