Novos Google Glass revelados! Será desta que veremos o sucesso do gadget?

Filipe Alves
Comentar

Foi em 2014 que os primeiros Google Glass foram revelados. Um gadget que prometia uma interação com Realidade Aumentada mesmo sem sabermos ao certo o que isso era. Passaram 5 anos e questiono-me já viste um produto destes na rua.

A falta de aplicações e possibilidades para o "utilizador comum", em conjunto com o preço substancial fez com que o gadget não fosse um sucesso quanto se esperava. Porém, a Google não desistiu e encontrou um local onde os seus Google Glass são bem recebidos.

Empresas são o foco dos Google Glass Enterprise Edition 2

Os novos Google Glass Enterprise Edition 2 até mais parece um nome tirado de um filme do Star Trek, porém, são reais. A Google revelou de forma oficial o seu novo produto que terá um preço que rondará os 1000€.

Este novo gadget é projetado para empresas que queriam mais produtividade dos seus trabalhadores, sem que para isso lhes ofereça mais carga de trabalho.

Google Glass

Vemos no vídeo de apresentação alguns casos onde os Google Glass são uma maior valia. Por exemplo, o utilizador pode fazer um stream daquilo que está a ver naquele momento de forma a ensinar ou receber instruções sobre a situação.

Temos também um médico que ao falar com o paciente tem a informação imediata do histórico do doente à sua frente. Uma forma de lhe dar mais atenção sem ter de estar focado no computador para perceber o que o trouxe à consulta.

Ou seja, as possibilidades são muitas. Uma executivo da Google referiu na apresentação do vídeo que os "humanos só têm duas mãos". Os Google Glass ajudam a que a proatividade aumente.

Google Glass para o público em geral é um sonho que vai demorar

Quer querias quer não, este produto está longe de ser o melhor para o público em geral. Muito porque não há desenvolvedores que acreditem que muita gente pagará 1000€ por uns óculos com uma câmara e um pequeno ecrã.

Contudo, acredito que a Realidade Aumentada será o futuro e que a informação acabará por passar pelos nossos olhos de forma involuntária. Assim sendo, é bom ver a insistência da Google num produto que pouco retorno lhes traz.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.