Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Nothing Phone (1) surpreende tudo e todos em teste de durabilidade

Bruno Coelho
Comentar

O Nothing Phone (1) foi lançado em julho como um smartphone de gama-média com várias características topo de gama. Mas dado o seu preço que começa abaixo dos 500 €, poderia pensar-se que é um smartphone frágil.

Para um smartphone de gama-média que podes comprar na Amazon de Espanha a partir de 469 €, mostra-se bastante robusto. Isto porque sobreviveu como um campeão ao habitual teste de durabilidade do canal de YouTube JerryRigEverything.

Como anunciado, o smartphone chega com uma película de proteção de plástico no ecrã. Com esta retirado, o ecrã com Gorilla Glass 5 recebe riscos no nível 6 da escala de Mohs, mais pronunciados no nível 7. O que é normal nestes equipamentos.

Mostra-se relativamente resistente a quaisquer riscos, e o mesmo se pode dizer a pequenas chamas. Foram precisos 40 segundos de um isqueiro aceso perto do ecrã para lhe deixar uma marca, acabando por recuperar.

Nothing Phone (1) resiste ao temido teste de dobragem

O mais aguardado é sempre o teste de dobragem. E como podes ver no final do vídeo, este mostra-se bastante sólido. O smartphone faz algum ruído no interior, e nota-se alguma cedência na zona das antenas. Mas no final das contas, aguentou o teste com grande solidez.

Se resistência é um dos teus requisitos a comprar um novo smartphone, o Nothing Phone (1) vai deixar-te descansado neste requisito. E caso tenhas dúvidas sobre o mesmo, podes consultar a minha análise ao Nothing Phone (1), bem como 4 razões para comprar o smartphone (ver abaixo).

Relembro que podes comprar o Nothing Phone (1) na Amazon de Espanha a partir de 469 €.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.