Motorola quer revolucionar a linha Moto G com o Snapdragon 865

Rui Bacelar
Comentar

A fabricante norte-americana, Motorola, é controlada pela gigante chinesa, Lenovo e continua a ser marca de referência em mercados-chave como o Brasil. Entre os seus produtos mais icónicos está a linha Moto G com smartphones bons e baratos.

Para 2021, no entanto, podemos vir a ter um Moto G com SoC de gama alta, a saber, o Snapdragon 865 da Qualcomm. Ainda que já tenham sido lançadas duas iterações superiores, o Snapdragon 865+ (Plus) e o Snapdragon 888, não deixam de ser boas notícias.

A revolução na linha Motorola Moto G

Imagem representativa do possível Motorola Moto G "Nio"

De acordo com as informações avançadas por Evan Blass, responsável pelo perfil de Twitter @evleaks, em 2021 podemos ter uma revolução na mais famosa gama de smartphones Motorola. Os Moto G poderão deixar de ser "apenas" smartphones baratos.

Fazendo fé neste leakster, teremos então um Moto G equipado com um "coração" topo de gama, não o Snapdragon 888, mas o extremamente capaz Snapdragon 865. Será, mesmo assim, um incremento notável de poder de processamento.

Ao utilizar um modelo anterior da Qualcomm, a Motorola conseguirá assim manter o preço mais competitivo. Caso optasse pelo modelo mais recente, apesar das melhorias inerentes de desempenho, o preço tornaria o Moto G num produto premium.

O Snapdragon 865 equipou a maioria dos flagships de 2020

O novo Moto G "Nio" - nome de código - conta com duas câmaras fotográficas frontais, tal como é indiciado pelas perfurações do painel que compõe o ecrã. Observamos ainda margens muito reduzidas com cantos arredondados e um design moderno.

Entre as demais caraterísticas técnicas do Moto G Nio contamos com 8 GB de memória RAM e até 256 GB de armazenamento interno. A isto juntar-se-á o sistema operativo Android 11, da Google, com poucas modificações aplicadas na interface (UI).

O smartphone deverá trazer uma bateria com 5 000 mAh de capacidade e carregamento rápido. Já o seu ecrã, terá 6,7 polegadas de diagonal, uma taxa de atualização de 90 Hz e resolução Full-HD+ (1080p), mas resta saber a natureza do painel, IPS ou AMOLED.

A traseira do smartphone contará com uma câmara principal de 64 MP, acompanhada por um sensor de 16 MP ulta grande-angular, bem como um sensor de 2 MP para profundidade de campo, compondo assim a câmara tripla principal.

A câmara secundária, dupla, na parte frontal, terá um sensor de 16 MP ultra grande-angular, além de um sensor de 8 MP.

Terá a Motorola um flagship killer em 2021?

Resta, por fim, o detalhe mais importante. Não sabemos qual será o preço de venda ao público, detalhe crucial para avaliar o possível impacto deste smartphone Motorola. De qualquer modo, certo é que beneficiaríamos de um novo flagship killer.

Aguardamos por mais informações sobre este dispositivo móvel, mas pelas primeiras fugas de informação será seguramente um terminal a ter em conta.

Editores 4gnews recomendam:

  • Samsung Galaxy S21 trará 8 GB de RAM e o Snapdragon 888
  • Confirmado! Cyberpunk 2077 chega mesmo no dia 10 de dezembro para PC, Stadia, PS4 e Xbox One
  • Apple Watch é o smartwatch mais vendido, mas atenção à Xiaomi
Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.