Há umas semanas foram reveladas as primeiras imagens de uma das várias mudanças que a Microsoft promete trazer ao Windows 10 este ano.

Depois de ficarmos a saber que a Creators Update será, a partir de agora, alvo de melhorias e correções, e que não terá mais alterações ao nível de funcionalidades, chegou a vez de olhar para o que aí vem.

   

Vê também: NuAns promete smartphone totalmente novo para 20 de fevereiro

De facto, o chamado Projeto Neon será, efetivamente, verdade. Veremos uma nova interface para as aplicações do Windows 10 no final do ano. Contudo, será já em maio, durante a Build 2017, que a Microsoft mostrará o que planeia fazer com tais alterações.

À partida, um novo tema, passe a expressão, chegará ao Windows 10 e basear-se-á no Acrílico. As aplicações e programas desenhados para a versão mais recente da plataforma da empresa de Redmond passarão a ter um background translúcido e colorido. Este Projeto Neon deverá ser uma pequena parte da Redstone 3. Outras novidades deverão incluir esta terceira grande atualização da segunda plataforma para computadores utilizada em todo o mundo.


Talvez, quem sabe, esta Redstone 3 tenha algo que ver com as mudanças que a Microsoft pretende fazer para com o Windows 10 nos mais diversos dispositivos e no modo como esse pode ser utilizado em cada um deles.

Sem dúvida que o Windows 10 está cada vez melhor. Tem mais funcionalidades, como é óbvio mas tem também, felizmente, um design cada vez mais atraente. Depois de umas mudanças algo atribuladas na passagem do Windows 7 para o 8 e 8.1, a Microsoft conseguiu perceber o que tinha sido bem implementado e quais as arestas a serem limadas.

Esta Redstone 3 é a cereja no topo do bolo e, para já, a confirmação de que algo diferente – para melhor -, está para chegar já em 2017. Resta esperar por mais rumores.

Outros assuntos relevantes:

Samsung Galaxy S8: este é o tamanho das novas baterias!

H4 são os novos Headphones da B&O Play

Honor V9 será anunciado oficialmente no dia 21 de fevereiro

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.