panospanay

No ano passado a Microsoft decidiu, supostamente ao último minuto, não introduzir um tablet intitulado Surface Mini. Os rumores da sua junção à gama Surface já circulavam desde 2013. Rumores que persistiram até à hora da sua prevista revelação, em maio de 2014.

Relatórios indicam que o produto não avançou para o mercado porque não possuía características que o diferenciassem dos aparelhos da competição e que a Microsoft não iria ter qualquer lucro a partir do Surface Mini. Mais tarde foram encontradas referências ao Mini no guia de utilização do Surface Pro 3, em relação à caneta digital.

   

Confirmando a existência e que de facto, o Mini chegou a ser produzido, falou Panos Panay, o VP da sucursal Surface. O executivo disse à revista americana WIRED que utilizou o Surface Mini todos os dias, antes do tablet ser riscado do lançamento. Apesar do que aconteceu, Panay elogiou o aparelho e disse que foi durante a utilização do Surface Mini que se apercebeu que o poderoso Surface Book, revelado este mês, tinha de ser muito mais que um simples laptop. Portanto, para o bem e para o mal, o Surface Mini teve uma certa influência na gama Surface.

Apesar de o VP ter confirmado a existência e prontidão de encomendas do Surface Mini, este nunca viu a luz do dia. E mesmo com todos os rumores do aparelho vir a ter uma segunda chance, Panay não se pronunciou sobre o futuro. Portanto, pelo menos por agora, o Surface Mini é para esquecer.

Talvez queiras ver:

😉