MacBook Air colorido? Como seria o portátil da Apple com ideologia do iMac

Bruno Coelho
Comentar

Esta semana tecnológica fica marcada pelo evento da Apple. A empresa sediada em Cupertino lançou novos iPad Pro, as desejadas AirTag, uma renovada Apple TV 4K. Contudo, são os iMac completamente revolucionados que saltam à vista na "fotografia" do evento.

O primeiro iMac com o processador M1 chega ao mercado com inspiração nos antigos iMac G3 coloridos da empresa. E como seria se os próximos MacBook Air também seguissem esta ideologia?

Os fãs mais acérrimos da empresa da maçã trincada lembram-se dos coloridos iBook G3. E se o primeiro MacBook Air com o processador M1 é um excelente computador, embora conservador no design, os iMac coloridos podem abrir portas para que siga a mesma ideologia.

MacBook Air colorido imaginado pelo 9to5Mac

O 9to5Mac imaginou como poderia ser um MacBook Air com a ideologia do novo iMac, e o resultado é bastante credível e pode ser visto nas imagens. Temos um corpo colorido, teclado e margens brancas.

MacBook Air colorido imaginado pelo 9to5Mac

A palavra-chave aqui usada é mesmo otimismo. Tal como nos novos iMac, ter um MacBook Air colorida no futuro faz todo o sentido, apelando a consumidores que procuram um design menos padronizado.

Antigo iMac G3 ao lado do novo iMac (em cima); antigo iBook G3 ao lado do imaginado MacBook Air (em baixo). Crédito: 9to5Mac

Tal como o próprio iMac, este conceito do MacBook Air não é para todos. As margens brancas dividem muitas opiniões online, e o queixo pronunciado é quase considerado uma aberração em 2021 para muitos.

Tal como os novos iMac, um MacBook Air colorido não seria desenhado para utilizadores que querem tirar o máximo proveito do computador no que diz respeito a desempenho. Seriam ideais para o consumidor comum. Embora o design possa certamente dividir opiniões.

Editores 4gnews recomendam:

  • iPhone 13 mini: alegada imagem real mostra a principal mudança
  • Apple: eis as primeiras novidades do iOS 15 para os iPhone e iPad
  • Apple acusada de concorrência desleal com as novas AirTags
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.