LG Q52 podia ser um excelente gama-média, mas a marca voltou a ser "gulosa"

Vitor Urbano
1 comentário

Depois de ter lançado oficialmente o revolucionário LG Wing, a empresa voltou a conseguir ganhar algum destaque no mundo dos smartphones. Todos esperávamos que aproveitassem esta oportunidade para impressionar os seus fãs também nos restantes segmentos, mas parece que decidiram deixar passar a oportunidade ao lado.

O LG Q52 foi agora apresentado oficialmente, como sendo a mais recente adição ao portefólio de smartphones gama-média da fabricante. Ainda que as suas especificações sejam relativamente interessantes, fica claramente a ideia de que a LG poderia ter colocado hardware bastante mais apelativo no seu interior, ou praticar um preço mais acessível.

LG Q52

O Q52 foi apresentado oficialmente na Coreia do Sul, onde chegará às lojas com um preço que rondará os €245. Como vais poder ver, este é um preço totalmente injustificável para as especificações que apresenta.

Especificações do LG Q52

  • Ecrã IPS LCD de 6,6" polegadas com resolução HD+
  • Processador MediaTek Helio P35
  • 4GB de memória RAM
  • 64GB de memória interna, expansível através de cartão microSD
  • Quatro câmaras traseiras: 48MP + 8MP (ultrawide) + 2MP (macro) + 2MP (profundidade)
  • Câmara frontal de 13 megapixels
  • Leitor de impressão digital lateral
  • Bateria de 4,000mAh
  • Android 10

Tirando a presença de um sensor principal de 48 megapixels, é por demais evidente que o LG Q52 deveria apresentar hardware bastante mais avançado. Posicionando-se no segmento de preço dos €250, seria de esperar pelo menos um painel LCD com resolução Full HD+, um processador da Qualcomm e pelo menos uma combinação de 6GB + 128GB de memória RAM e armazenamento.

Claramente, a LG voltou a realizar uma má decisão no lançamento dos seus smartphones gama-média. Este é um segmento muito complicado para a marca e, tudo indica que assim irá continuar durante os próximos tempos.

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.