A chegada dos smartphones com ecrãs flexíveis tem vindo já a ser um tema de conversa por muito tempo. Rumores afirmavam que a Samsung poderia apresentar ao mundo o seu primeiro smartphone flexível já em fevereiro próximo, por alturas da Mobile World Congress, em Barcelona, mas a ausência de leaks deixam-nos a antever que tal possa não se suceder. Por outro lado, temos o caso da Lenovo, que já nos mostrou dois protótipos de equipamentos flexíveis, mas que por enquanto ainda não passaram disso mesmo, protótipos.

Vê também: Este é o novo Honor Magic com ecrã curvo e Inteligência Artificial

   

Portanto, todos olhamos ainda para este nicho de mercado com alguma desconfiança, no entanto, isso não nos impede de crer que o passo venha mesmo a ser dado, mais cedo ou mais tarde. Por enquanto, temos de nos contentar com os ecrãs curvos, mercado no qual a Samsung tem-se claramente destacado mas a LG já nos mostrou que também o pode fazer.

Um novo relatório oriundo da Coreia do Sul afirma que a LG Display celebrou um contrato com a Apple, Google e Microsoft para o fornecimento de ecrãs flexíveis às mesmas. Em primeiro lugar convém referir que LG Display é uma subsidiária da LG que, tal como o nome indica, se dedica ao fabrico de ecrãs, sejam eles flexíveis ou não.

Com efeito, este novo relatório dá a entender que as três empresas anteriormente referidas poderão assim enveredar pela caminho dos ecrãs flexíveis. No entanto, flexível, neste caso, poderá na realidade significar curvo, semelhante ao que a Samsung faz com os seus modelos Edge. No caso da Apple, existem já alguns rumores que indicam a existência de um iPhone 8 com ecrã curvo. Já no caso da Google e Microsoft, esta pode ser encarada como uma novidade, principalmente para o caso da Microsoft que decidiu dar por terminado o fabrico de smartphones.


Aquilo que agora foi dito não vai muito além disto, portanto, há muito para esclarecer em torno deste alegado contrato entre os diversos intervenientes. Em primeiro lugar, será que a LG Display conseguirá ter produção em massa suficiente para cobrir as necessidades das três empresas? E ainda mais importante, que tipo de ecrãs estão aqui em causa? Estamos a falar de ecrãs meramente curvos ou verdadeiramente flexíveis? Ficaremos a aguardar respostas para todas estas interrogações.

Talvez queiras ver:

BlackBerry: novidades da marca e um QWERTY inovador já em janeiro

Twitch chega ao teu smartphone em 2017

4 Aplicações essenciais para uma mulher independente

Viapocketnow
Fonteetnews
O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.