LG decide sair do mercado de smartphones, aponta publicação coreana

Rui Bacelar
Comentar

As nuvens negras têm se reunido sob o quartel-general da sul-coreana LG. Outrora uma das grandes fabricantes de smartphones Android, a sua posição no mercado mobile foi-se erodindo com o advento das rivais chinesas como a Xiaomi.

Tendo sustentado diversas reestruturações do departamento de smartphones e dispositivos móveis, no final de 2020 grassaram rumores sobre o possível fim desta divisão de telefones, tablets e outra tecnologia de consumo. Agora, ganham nova intensidade.

Será este o fim dos smartphones e dispositivos móveis LG?

O LG Wing foi um dos últimos lançamentos da marca no mercado mobile.

Em causa está a peça publicada pela publicação sul-coreana, a The Korea Times. O portal insinua que a LG terá finalmente decidido o que fazer com o seu segmento de smartphones, optando aqui por conter mais perdas e encerrar todo o departamento mobile.

A mesma fonte aponta que a LG alocará todos os trabalhadores até então dedicados aos smartphones, tablets e produtos conexos a outras áreas de atividade em que a tecnológica opera. Citando fontes próximas da indústria, o jornal dita o fim desta aventura da LG.

"A LG considerou vários cursos de ação. Desde a venda do departamento, à divisão do mesmo para agilizar as vendas, ou retrair-se definitivamente do mercado de smartphones, mas em última instância acabou por decidir retrair-se deste mercado". .

Fontes sul-coreanas dão como certa a saída do mercado mobile

Tal como referi supra, não é a primeira vez que estes rumores surgem nos diversos veículos de informação online, mas há efetivamente um redobrar de intensidade e certeza no texto. Acima temos o testemunho de outra fonte sul-coreana.

O utilizador de Twitter aponta que será "muito improvável que a LG continue a disponibilizar atualizações de software para os dispositivos existentes caso saia do mercado". Por outras palavras, abandonaria os atuais smartphones em caso de saída.

Ainda segundo o utilizador @FrontTron, o anúncio estará iminente, apontando o dia 5 de abril como data para o anúncio. Nesse dia contamos assim com uma conferência de imprensa, ou pelo menos um comunicado oficial da LG

A 5 de abril podemos ficar a conhecer o veredito da LG

Resta, por fim, lembrar que a divisão de smartphones da LG não é lucrativa há vários anos. Não obstante, a fabricante manteve-se neste segmento com dispositivos cativantes, de identidade sólida e caraterísticas promissoras.

Não conseguiu, contudo, competir com os preços praticados por marcas como a Xiaomi. Não conseguiu, de igual modo, cimentar a sua posição como o fez a conterrânea Samsung, solidificando-se como marca líder de mercado desde então.

Por outro lado, a LG continua a ser a terceira maior fabricante de smartphones nos Estados Unidos da América, o terceiro maior mercado mobile do mundo, atrás da Índia e China. É a quinta maior fabricante na América Latina.

A periclitante posição da LG será em breve clarificada.

Editores 4gnews

  • Android envia 20 vezes mais dados para a Google que o iOS para a Apple
  • Xiaomi Mi Pad 5 pode ter uma das melhores novidades do Mi MIX Fold
  • Fiat 500 para fãs da Google foi lançado, mas não vais poder comprar
Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com