iPhone SE desmontado revela bateria que desilude

Mónica Marques
Comentar

Recentemente, a Apple lançou o novo iPhone SE, mas como habitualmente não revelou as capacidades de bateria e memória RAM.

Agora uma desmontagem do novo acessível mostra uma bateria que desilude e que pode ser alvo de muitos carregamentos de emergência. Revelamos-te tudo de seguida.

Novo iPhone SE equipado com uma bateria maior que a geração anterior, mas insuficiente

iPhone SE 2022
Imagem de iPhone SE (2022) desmontado revela finalmente a capacidade da bateria integrada

A tão aguardada nova versão acessível do iPhone foi por fim apresentada oficialmente e os equipamentos até já começaram a chegar às mãos dos utilizadores. Este acesso permitiu a que fosse divulgado no mundo Web imagens de um iPhone SE desmontado.

Tal feito torna-se relevante porque revela a capacidade da bateria e a memória RAM com que o dispositivo está equipado. Informações que a Apple insiste em não divulgar. E há notícias boas e menos boas.

Comecemos pelas boas, claro. O novo iPhone SE está equipado com uma bateria de 2.018 mAh que é maior do que a da geração anterior que tem uma capacidade de 1.821 mAh. Agora as notícias menos boas, apesar de maior esta bateria de 2.018 mAh está longe de oferecer a autonomia de que os atuais utilizadores necessitam.

Tudo porque as aplicações atualmente disponíveis necessitam de capacidades bem superiores à desta bateria para que a autonomia não se esgote rapidamente. É previsível que os utilizadores sejam obrigados a fazer muitos carregamento de emergência, por exemplo durante o almoço num restaurante, para que consigam utilizar o dispositivo em toda a sua plenitude.

iPhone SE: mais memória RAM, mas será a suficiente?

iPhone SE 2022
Novo iPhone SE tem a mesma capacidade de memória RAM do iPhone 13

A bateria desilude, é um ponto assente e a memória RAM? A desmontagem do equipamento revela uma RAM de 4 GB de capacidade, o que é superior à geração anterior que contava com 3 GB de RAM.

Estamos a falar de uma versão acessível do iPhone e, por essa razão, não podemos estar à espera de uma capacidade de RAM extraordinária. Acrescente-se ainda que o próprio iPhone 13 conta também apenas com 4 GB de RAM, por isso este é um ponto que não desilude, mas que também não deslumbra.

Contas feitas, a integração do competente processador A15 Bionic, proprietário da marca, com suporte para comunicações 5G continuam a ser os argumentos de compra mais fortes neste terminal da Apple.

Claro que o seu custo mais acessível a partir de 529 euros quando confrontado com o preço desde 829 euros do iPhone 13 vão também recrutar muitos utilizadores para o universo iOS.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.