iPhone 12 Pro Max: regulador confirma as piores previsões

Bruno Coelho
Comentar

A Apple apresentou finalmente ao mundo os novos iPhone 12 na última semana. E numa altura em que remodelou a construção dos seus equipamentos e colocou-lhes um processador teoricamente mais eficiente, viu-se obrigada a colocar-lhe baterias com menos capacidade.

O iPhone 12 Pro Max só entra em pré-venda a 6 de novembro, e chega aos primeiros compradores a 13 de novembro. Mas a sua passagem pelos vários reguladores, voltou a confirmar uma bateria de 3687mAh.

Recorde-se que o iPhone 11 Pro Max tinha uma bateria de 3969mAh, o que significa que teremos menos 7% de capacidade no novo modelo. Isto segundo os dados da agência reguladora chinesa TENAA.

iPhone 12 Pro Max

Deves ter em conta que esta não é a capacidade oficial da bateria, até porque a Apple não as revela. Mas dada a fidelidade que esta agência reguladora normalmente tem, estes parecem ser mesmo os números a ter em conta na hora de uma possível compra. Até porque já nos modelos do ano passado, os números revelados à priori por esta fonte se confirmaram.

Segundo os dados revelados pela própria Apple, esta menor capacidade não terá afetado a autonomia do equipamento. Isto porque a marca afirma que este consegue entregar igualmente 20 horas de reprodução de vídeo, 12 horas em streaming ou 80 de áudio.

Resta agora esperar pelos dados que realmente interessam: utilização real. Só aí se poderá perceber o quanto o A14 Bionic consegue assegurar uma autonomia semelhante, mesmo que a capacidade da bateria tenha diminuído.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.