iPhone 12 Mini estará num patamar abaixo dos restantes modelos

Carlos Oliveira
Comentar

Tudo indica que a Apple apresente quatro novos smartphones em outubro. A principal novidade no seu portefólio será o iPhone 12 Mini, que não só será inferior aos restantes no tamanho do seu ecrã, como em algumas funcionalidades.

De acordo com os analistas de Wall Street, o iPhone 12 Mini será apenas compatível com redes 4G. Isto será um retrocesso face aos restantes iPhone 12 que, supostamente, serão todos compatíveis com as novas redes 5G.

É importante notar que, até agora, todos os relatórios afirmavam que a Apple iria colocar o suporte para redes 5G em todos os quatro iPhone 12. Chegou-se, realmente, a falar num modelo apenas com 4G, mas esse só seria desvendado na primavera de 2021.

iPhone 12

A parte positiva deste rumor será o preço do iPhone 12 Mini. Ao não o fazer compatível com redes 5G, a Apple conseguirá economizar nos custos de produção do equipamento e, consequentemente, vendê-lo por um preço mais reduzido.

iPhone 12 Mini poderá também trazer um processador inferior

O rumor de que o iPhone 12 Mini será compatível apenas com redes 4G surge poucos dias depois de se equacionar que ele usará um processador diferente dos restantes. Ao invés do A14 Bionic, lançado no iPad Air, o novo iPhone de entrada poderá usar o chip B14.

Se os rumores se provarem corretos, o processador B14 será um novo SoC intermediário, logo, com um desempenho abaixo do A14 Bionic. Portanto, ao colocá-lo no iPhone 12 Mini, a Apple estaria a comercializar um smartphone inferior aos restantes da linha.

Quando tudo parecia estar minimamente alinhado para os novos iPhone, eis que os últimos dias vêm suscitar a dúvida nos utilizadores e fãs da marca. Mais que nunca, a apresentação oficial dos novos iPhone 12 é aguardada com expectativa para percebermos qual a estratégia da empresa para o mercado nos próximos meses.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.