iPhone 11 faz o stock da Apple bater recordes impressionantes!

Filipe Alves
Comentar

A Apple está no paraíso. Com o lançamento do iPhone 11 são muitos os investidores que olham para a empresa de maçã trincada com bons olhos.

A empresa chegou no passado dia 11 de outubro a recordes ao ultrapassar o valor de $233.47 por ação e chegou mesmo a bater os $237.33 ontem às 15.40h.

Apple Stck

O iPhone 11 é o grande responsável

Estes números refletem na crença dos investidores nos novos iPhones. Ainda que os modelos não sejam super irreverentes face os antecessores, os novos iPhone 11 oferecem tudo aquilo que um utilizador Apple queria. Temos um ecossistema a roçar a perfeição, temos câmaras de qualidade e o iPhone 11 tem um preço bem mais convidativo que os modelos Xs do ano passado.

Tim Cook Apple

O iPhone 11, sem grande admiração, é um dos smartphones mais populares do momento e um dos iPhones com mais procura. Embora não tenha um ecrã FullHD nem tecnologia AMOLED. Temos um iPhone de qualidade com uma bateria impressionante por pouco mais de 800€. Sabemos que é caro, porém, é dos iPhones com um valor mais acessível nos últimos tempos.

Os serviços também são importantes

Não só os iPhones são importantes, como os serviços são cada vez mais relevantes. Vemos a Apple a dar cada vez mais valor aos seus serviços. Exemplo disso é a Apple TV+, o serviço de séries e filmes que chegará para competir com a Netflix. Ou até o Apple Arcade. O serviço dedicado a jogos exclusivos onde o utilizador paga um valor mensal e pode descarregar tudo o que quiser.

A Apple volta a valer mais de um bilião e as ações da Apple estão mais altas que nunca. Se alguém questionava a liderança de Tim Cook e a saída de Jony Ive, parece que tudo foi posto para trás depois da apresentação de setembro.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.