tumb-ittdead

Into the Dead é mais um jogo de zombies que tive a oportunidade de experimentar. À primeira vista o jogo parece-se com um FPS e apesar de ter algumas características deste género, o jogo baseia-se principalmente em fugirmos de zombies que nos querem comer vivos.

   

A história não é muito trabalhada, e o jogador apenas tem que fugir o máximo de tempo possível dos zombies “estáticos” após o seu helicóptero ter despenhado algures no meio de uma horda de zombies.

Graficamente o jogo destaca-se pela sua qualidade acima do normal em jogos para smartphones e tablets e também pelo seu ambiente sinistro. No geral pode-se concluir que graficamente o jogo está bem conseguido e é uma das principais características do mesmo.

Screenshot Screenshot

A possibilidade do jogador poder escolher como funcionam os controlos é agradável. O jogador pode escolher entre inclinar o telemóvel para movimentar a sua personagem ou tocar nas extremidades do ecrã. Também poderá definir qual a metade do ecrã que se destina à movimentação da personagem através do simples deslizar do dedo sendo que a outra metade, destina-se ao disparo das armas.

Screenshot - Main Screen Screenshot - Bonus

O jogador também poderá adquirir ajuda através do armeiro, ou seja um menu onde poderá adquirir armas que irão facilitar a fuga, ou então a aquisição de bónus antes de começar a corrida propriamente dita. Estas ajudas podem ser adquiridas através de pontos/moedas conquistadas consoante a distância percorrida até ser apanhado por um zombie. Acreditem que eventualmente serão apanhados pelos zombies.

Screenshot Screenshot

O jogador poderá também adquirir estes pontos ou moedas através de micro-transações, ou seja comprar as moedas com euros ou dollars.

O jogo também tem a sua vertente social na qual o jogador poderá divulgar os seus resultados no facebook e comparar com os seus amigos qual o que tem a maior distância percorrida.

A música no menu principal é agradável e remete-nos para um ambiente de filme de terror, caso o utilizador decida esperar para a ouvir. Durante o jogo propriamente dito não existe música, apenas os sons ambientes de zombies a “rosnarem” e a respiração ofegante misturada por vezes com os passos da personagem principal a fugir acompanhada por disparos das armas que o jogador poderá adquirir durante a sua fuga.

Após testar e analisar o jogo, chega-se à conclusão que o jogo tem ainda espaço para melhoramentos como a implementação de uma melhor história, eventualmente acompanhada pela utilização de níveis que vão desenrolando a mesma. De resto o jogo mostra-se de qualidade gráfica bem como sonora e com uma jogabilidade fácil e agradável.

Podem fazer o download deste jogo AQUI.

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho.
Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.