Esta Inteligência Artificial vai analisar-te em entrevistas de emprego

António Guimarães

O mundo dá mais um passo em tornar-se um episódio da série Black Mirror. Várias startups tem aparecido com propostas de inteligências artificiais para melhorar o recrutamento de recursos humanos.

Estas foram criadas para resolver o problema das entrevistas remotas. Muitas empresas optam por entrevistar os seus candidatos de forma não presencial, por uma questão de distância ou porque o trabalho em si é remoto.

inteligencia artificial

Contudo, é difícil perceber certos detalhes do entrevistado através de uma webcam. Entram as empresas como HireVue, AllyO e Arya. Todas estas empresas pretendem implementar inteligências artificiais que analisam currículos e padrões para encontrar os melhores candidatos.

No entanto, a VCV. AI tem um objetivo ainda mais ambicioso pois a startup reuniu mais 1.7 milhões de dólares para trazer à vida a sua inteligência artificial. Esta analisa a face e voz dos candidatos automaticamente.

Como é que a VCV pretende implementar esta tecnologia?

Todo este investimento veio de uma joint venture entre várias empresas japonesas e investidores. O financiamento irá ajudar a desenvolver a tecnologia da VCV e marcar posição com um escritório físico em Tóquio.

A VCV afirma que a sua inteligência artificial consegue detetar e eliminar qualquer viés ou tendência humana. Isto conseguido através de uma análise prematura dos candidatos, chamadas automáticas e até mesmo entrevistas de emprego onde o vídeo e áudio é gravado para análise posterior.

ai inteligencia

Através deste sistema, candidatos poderão gravar um vídeo de candidatura no computador ou no smartphone. A inteligência artificial irá então analisar os padrões de comportamento, humor e nervosismo para determinar se o indivíduo em questão será um bom recurso para a empresa.

O VCV afirma que a inteligência artificial não susbtituiu um recrutador mas é apenas uma ferramenta para dinamizar o processo de entrevistas. Este programa poderá ajudar empresas a poupar mais de 20 horas em entrevistas e recrutamento.

Algumas das empresas que utilizam este sistema são a L'Oreal, Danone, Mars e o Citibank. Vamos ver como as coisas correm se um dia as entrevistas forem todas feitas por inteligências artificiais.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.