Intel promete ser mais competitiva após perder terreno para a AMD

António Guimarães
Comentar

Recentemente, Jason Grebe, executivo da Intel, admitiu numa entrevista que a fabricante de processadores perdeu quota de mercado para a AMD, a sua maior concorrente. Grebe afirma que a Intel precisa de se tornar mais 'agressiva' no mercado de forma a manter a liderança.

A verdade é que a oferta da AMD está a tornar-se cada vez mais interessante com os seus chips Zen, e os CPUs Ryzen. A verdade é que nos últimos anos, a AMD fez um regresso triunfante e a Intel está a sentir os resultados disso.

Até mesmo a NVIDIA que compete com a AMD em gráficas, sente os efeitos das estratégias da sua maior concorrente. As gráficas da série RTX 20 receberam algumas críticas pelo seu preço que não compensa a diferença em performance, levando muitos utilizadores a escolher AMD e a série RX.

No mercado asiático, a AMD lidera

Durante o mês de julho, a empresa de pesquisa Danawa Research publicou alguns números relativos ao desempenho da Intel e AMD na Ásia. Mais especificamente no Japão e Coreia do Sul, onde a AMD liderou a preferência dos consumidores com 53.36% de quota de mercado.

A Intel ficou ligeiramente abaixo com 46.64% de quota de mercado. A Danawa Research explica que esta subida adveio da venda dos chips Zen 2, além dos processadores Ryzen 7 3700X, Ryzen 5 3600X e o topo de gama Ryzen 9 3900X.

Anteriormente, os processadores mais populares eram os Intel Core i5-9400F e i5-9600K, que foram suplantadas pela AMD, devido à sua relação de qualidade e preço. Afinal, os consumidores estão cada vez mais informados e preferem gastar menos para ter a mesma ou melhor performance.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.