As grandes atuais construtoras de processadores para desktops e portáteis são a Intel e a AMD. A minha escolha pessoal tem recaído, ao longo dos últimos anos, pelos produtos da Intel, que nunca me deixaram ficar mal e por conseguinte sem qualquer justificativa para experimentar sequer a concorrência.

Vê também: AMD Ryzen: o primeiro vislumbre ao poder dos novos AMD

   

Atualmente o meu PC usa um processador Intel Core I5 da geração Skylake, porém a sua evolução é já há muito aguardada pelos mais entusiastas e preocupados com a performance do seu computador. Ora, os tão aguardados Kaby Lake para desktops foram agora finalmente apresentados de forma oficial para sua construtora.

Antes de avançar mais na notícia, há que frisar que esta sétima geração de processadores já vigorava em alguns produtos, nomeadamente nos Ultrabooks, mas só nas suas versões dual-core. A partir de hoje, passam também a estar disponíveis as versões de quatro núcleos e todos os modelos que poderão ser posteriormente empregues em qualquer tipo de computador.

Como sempre, as versões que terminam em “K” serão aquelas em que será admitido um processo de overcloking, um processo que alguns entusiastas levam a cabo para aumentarem ainda mais a performance dos seus processadores. Uma novidade nestes Kaby Lake são as versões que terminam em “T”. Estas são versões mais eficientes, com velocidades mais baixas, mas que conseguem consumir quase metade da energia das versões “K”.

Em termos gráficos, todos estes Intel Kaby Lake vêm equipados com a gráfica Intel HD 630, suportando agora a reprodução de conteúdo em 4K (10-bit (HDR) HEVC e aceleração de hardware VP9).

Ao contrário do que tem acontecido com gerações anteriores, esta sétima geração Kaby Lake não trará uma enorme melhoria quando comparada com os seus antecessores. Ao invés, a própria Intel classifica estes novos processadores como uma optimização da arquitetura atual.


Não sabemos ainda datas especificas para que estes novos Kaby Lake sejam postos à venda em separado, mas certamente que nos próximos meses começaremos a ver computadores a serem apresentados com estes novos processadores.

Talvez queiras ver:

Lenovo MIIX 720: o novo concorrente do Surface Pro

TridentZ RGB Series: As novas memórias RAM da G.Skill com um clock a atingir os 4266MHz

Creators Update ficará disponível em abril para o teu Windows 10