iFixit revela segredos de construção dos novos iMac com o M1 da Apple

Rui Bacelar
Comentar

A Apple tem no novo computador iMac, já equipado com o processador M1, uma obra de engenharia digna de nota. É a estação de trabalho mais fina que podem encontrar no mercado, ainda que, provavelmente, não a consigam reparar ou abrir em casa.

O novo iMac foi desmontado passo a passo pela entidade iFixit, especializada em reparações, guias e instruções de desmontagem dos mais variados produtos tecnológicos. Assim, foi pela sua mão que espreitamos pela primeira vez o interior do computador Apple.

O novo iMac com chip M1 é o mais fino da Apple

Apple iMac M1
O novo computador Apple totalmente desmontado. Crédito: iFixit.

A linha de computadores fixos iMac tem-nos brindado com diversas estações de trabalho que povoam inúmeros escritórios e casas em todo o mundo. Não houve, no entanto, nenhum iMac tão fino como a nova iteração do modelo base recentemente apresentado.

O novo computador está disponível em até 7 esquemas de cor, com o icónico queixo dos iMac e a sua espessura pode ser comparada à de um tablet como os iPad Pro. É incrivelmente fino, mas infinitamente difícil de reparar, sobretudo em casa.

Independentemente do componente a carecer de substituição ou manutenção, será sempre necessário batalhar com os adesivos que colam o ecrã à estrutura de alumínio. Será, portanto, sempre necessário remover o ecrã para aceder ao computador.

A reparação e acesso ao interior é extremamente difícil, aponta a iFixit

Apple iMac M1
Para aceder a qualquer componente é necessário descolar o ecrã. Crédito: iFixit.

Seja para trocar uma porta USB defeituosa, para limpar o pó ou trocar um das duas ventoinhas presentes, ou qualquer outra intervenção, tudo começa com a remoção do ecrã. Ora, não fosse este o componente mais delicado e um dos mais caros.

Esta limitação torna uma reparação ou intervenção em casa extremamente difícil. Aliás, mesmo para os técnicos especializados não é tarefa fácil, ou despreocupada, descolar o ecrã e todo o painel frontal. Essa é a única porta de acesso ao interior do computador.

Por outro lado, de acordo com a iFixit, se conseguirem descolar o painel frontal sem rachar o ecrã, a partir daí é tudo muito simples. A Apple emprega uma logic board extremamente compacta, ladeada por duas ventoinhas reduzidas presentes no "queixo" do iMac.

A placa lógica é compacta e os seus componentes de fácil acesso

Apple iMac M1
A diminuta "logic board" ladeada por ventoinhas no novo iMac. Crédito: iFixit.

A dificuldade de acesso ao interior do iMac é, para já, um "não problema". No entanto, com o passar dos anos, à medida que os componentes careçam de substituição ou manutenção, estas máquinas serão pouco simpáticas com os técnicos de reparação.

A iFixit sempre foi bastante vocal nas críticas à Apple e à sua tendência para dificultar o acesso aos seus produtos. São máquinas virtualmente estanques, sem possibilidade de configuração ou alteração pós-venda pelo próprio utilizador.

Face ao exposto, é sem grande surpresa que damos conta da pontuação de 2 pontos em 10 possíveis no índice de reparabilidade. O novo iMac da Apple com chip M1 é poderoso, elegante e colorido, mas boa sorte a quem o tiver que reparar.

Aos interessados, podem aceder a mais imagens e etapas do processo na página da iFixit. Aí encontramos a lista detalhada de componentes, chips e semicondutores.

O novo iMac está disponível em Portugal desde 1 499 € na sua configuração base.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.