Huawei Watch GT terá uma excelente bateria mas um senão...

Vitor Urbano
Huawei Watch GT sem Wear OS
O Huawei Watch GT não vai chegar com Wear OS

O próximo evento da fabricante chinesa está apenas a uma semana de distância. Além dos seus novos topos de gama (Mate 20 e Mate 20 Pro), sabemos que irá também apresentar o novo Huawei Watch GT. Mas parece que vai com um grande senão...

Durante as últimas semanas, muito se falou sobre o quanto este novo smartwatch poderia ajudar a agitar o segmento de smartwatches a correr Wear OS. Mas, ao que tudo indica, isso não irá acontecer.

Vê ainda: Lenovo antecipa-se à Huawei com o seu próximo smartphone Android

Existe um simples motivo para que o Huawei Watch GT não chegue para agitar este segmento. De acordo com novas informações, o smartwatch irá chegar com um software personalizado, deixando de lado o Wear OS.

Para além disso, deverá chegar com um super eficiente processador Cortex-M4. Este processador promete uma performance de alto nível, aliada a um baixo consumo de energia. Estes dois fatores, em conjunto com a sua bateria de 420 mAh, deverão ser capazes de garantir uma autonomia surpreendente.

Huawei Watch GT não deverá chegar para reforçar a linha de smartwatches a correr Wear OS

Há alguns dias, surgiu uma imagem que nos apresentava o novo smartwatch. No entanto, a resolução era muito baixa e acabou por não nos deixar ver muitos detalhes. Agora, pela mão do inevitável Roland Quandt, temos a mesma imagem em alta definição.

Podemos ver que o Huawei Watch GT vai chegar com um design extremamente bonito, apresentando linhas clássicas que certamente irão deliciar os fãs da marca. Para além disso, tal como prometido, parece apresentar um perfil extremamente fino ao contrário do que normalmente acontece com smartwatches.

Com esta nova vaga de informações, muitas mais funcionalidades do novo smartwatch acabaram por ser reveladas. O novo wearable vai chegar com sensor de batimentos cardíacos e uma "mão-cheia" de sensores que vão ser capazes de monitorizar várias atividades.

Huawei Watch GT sem Wear OS

Curiosamente, fala-se na presença de um IR-Blaster, uma característica que certamente não se vê habitualmente num dispositivo deste género. Por outro lado, não parece haver ainda qualquer referência à presença de NFC. Deverá haver a possibilidade de reprodução de música offline, graças aos seus 4GB de memória interna.

Acredita-se que o smartwatch fique disponível nos vários mercados europeus pouco tempo depois da sua apresentação com um apetecível preço a rondar os 200 euros. No entanto, é ainda difícil dizer se será um bom investimento. Já não é novidade que o lançamento de um novo sistema operativo pode ser bastante atribulado... por isso temos de esperar para ver o que tem para oferecer.

Editores 4gnews recomendam:

Android. Huawei Mate 20X será o primeiro smartphone ‘gaming’ da marca

OPPO trará tecnologia de aceleração aos seus Android tal como a Huawei

Huawei Mate 20 terá duas grandes diferenças face ao Mate 20 Pro

Fonte | Via

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.