Huawei poderá ser a próxima marca a seguir o mau exemplo da Apple

Carlos Oliveira
Comentar

Seja pela positiva ou pela negativa, a Apple tem já uma reputação de estabelecer tendências no mercado tecnológico. A mais recente encontra-se do lado menos bom e diz respeito à remoção dos adaptadores de parece da caixa dos seus produtos.

Depois das notícias de que a Samsung fará o mesmo com os Galaxy S21, surge um novo nome de peso que poderá fazer seguir-lhe as pisadas. A chinesa Huawei parece estar já a "apalpar terreno" para dar este controverso passo.

Huawei quer saber o que pensas de uns auriculares sem cabo USB-C para carregamento

Uma das mais recentes iniciativas da tecnológica chinesa foi lançar uma consulta pública junto dos seus fãs. A intenção é clara e visa perceber aquilo que os utilizadores pensam do lançamento de uns auriculares sem fios sem o respetivo cabo para carregamento.

Huawei

Para isso, a Huawei quer saber a partir de que patamar de preço os fãs consideram ser aceitável a ausência de um cabo para carregamento no interior da caixa de uns auriculares sem fios. Adicionalmente, a empresa quer saber se essa ausência seria motivo suficiente para descartares a sua compra.

Este ainda não é um compromisso para a remoção deste cabo da caixa dos seus produtos. No entanto, este questionário não é pioneiro e facilmente se percebe as consequências que poderão advir do mesmo.

Para os mais desatentos, a Apple fez algo semelhante antes do lançamento dos iPhone 12. A tecnológica norte-americana também questionou os seus fãs sobre o que estes faziam com os seus adaptadores de parede antigos.

No caso da Apple, esta alegou preocupações ambientais como justificativa para a remoção dos acessórios da caixa dos seus iPhone. Graças a ela, a empresa pode expedir os seus produtos em caixas menores, dando maior eficácia ao seu processo logístico.

Caso a Huawei, ou mesmo a Samsung, sigam o mesmo exemplo, veremos quais as suas justificações para tal. Depois de criticarem a Apple pelo sucedido (neste caso a Samsung), quero ver o que vão alegar.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.