Huawei Mate X apresenta problemas semelhantes ao primeiro Galaxy Fold

Carlos Oliveira
1 comentário

A chegada do Huawei Mate X ao mercado foi constantemente adiada para prevenir o aparecimento de problemas semelhantes aos que assombraram o Samsung Galaxy Fold. Contudo, parece que a tecnológica chinesa não foi capaz de evitar todos os problemas.

Da China - por intermédio de Max J. - chega-nos um vídeo protagonizado por um Huawei Mate X e o seu ecrã partido. Tal como aconteceu com o Galaxy Fold, o ecrã deste Mate X parece ter partido após alguns dias de utilização.

This is great! Huawei Mate X Source: https://t.co/wIucXNLjRQ pic.twitter.com/vOlMCkHZ4w

— Max J. (@Samsung_News_) 26 de dezembro de 2019

Huawei não evitou destino semelhante ao do Samsung Galaxy Fold

O vídeo em questão mostra um exemplar do Huawei Mate X com parte do ecrã partido e outra em constante falha. É impossível não rever o sucedido com os primeiros exemplares do Galaxy Fold neste vídeo.

Não sabemos se este é um caso isolado ou não. Este é o primeiro relato de um Mate X com um ecrã partido, mas não podemos deixar de ver o fantasma do seu principal concorrente nesta história.

As causas para este cenário não são claras, mas poderão estar relacionadas com a entrada de poeiras e detritos no ecrã do smartphone. Afinal de contas, foi essa a explicação que a Samsung deu para o mesmo comportamento no seu Galaxy Fold.

O facto de o Huawei Mate X ter sempre o seu ecrã exposto confere uma maior fragilidade ao equipamento. Um simples aperto mais forte poderá ser o suficiente para que a sua tela parta.

Huawei Mate X só chegou à China em novembro

O primeiro smartphone dobrável da Huawei demorou cerca de nove meses até chegar ao mercado. Foi a meados de novembro que o Mate X foi colocado oficialmente à venda, mas apenas na China.

A razão para este atraso foram preocupações com a durabilidade do smartphone, levantadas depois dos problemas que ditaram a recolha das primeiras unidades do Samsung Galaxy Fold. Problemas precisamente relacionados com o seu ecrã.

Resta agora esperar para ver se este foi um caso isolado ou se mais surgirão brevemente. Seja como for, este acontecimento deixará muita gente ainda mais receosa na compra destes equipamentos.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.