Huawei Mate 40 e Mate 40 Pro: já sabemos com serão as suas câmaras frontais!

Filipe Alves
Comentar

O Huawei Mate 40 e Mate 40 Pro chegarão de forma oficial nos próximos tempos. Ainda que nõa exista uma data marcada nos calendários, se tudo correr como é esperado, serão revelados oficialmente em setembro.

Resta-nos saber as especificações, características e design dos dispositivos. Relativamente ao design temos aqui uma bela ideia de como será o seu ecrã.

Ecrãs do Huawei Mate 40 e Mate 40 Pro

Let's play a little with the emojis 😋Mate 40 📲⤵️🕳️🔘↖️Mate 40 pro 📲⤵️🌊💊🔘🔘↖️

— Teme (特米)😷 (@RODENT950) 21 de julho de 2020

O leaker "@RODENT950", que já se revelou correto no passado, dá-nos a informação em formato de emoji. Mais concretamente, informações sobre o ecrã dos próximos smartphones.

O Huawei Mate 40 contará com um ecrã curvo, um pequeno buraco no ecrã no canto superior esquerdo do smartphone e uma câmara frontal.

Por sua vez, o Huawei Mate 40 Pro terá também um ecrã curvo, contará com uma dupla câmara traseira em formato de "feijão" e ficará situado no mesmo canto superior esquerdo do smartphone.

Nada de câmaras embutidas no ecrã do Huawei Mate 40

Huawei Mate 40 e Mate 40 Pro

Alguns rumores referiam que a Huawei iria ser a primeira fabricante a apresentar a tecnologia de câmaras embutidas no ecrã. Contudo, esta nova informação vem descartar essa possibilidade.

Assim sendo, resta-nos saber quais são as especificações e características dos novos equipamentos. Infelizmente, os terminais chegarão ao mercado sem os serviços Google. Tal como todos os novos terminais lançados pela marca em 2020.

É uma pena que a Huawei esteja nesta situação. Não sabemos até que ponto é que esta é uma batalha justa ou apenas política. No entanto, nós consumidores sofremos por não ter smartphones de qualidade a um preço apelativo. Algo que a Huawei já nos tinha habituado.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.