Huawei Mate 40: ainda há esperança para o lançamento deste topo de gama

Carlos Oliveira
Comentar

A Huwei enfrenta, mais que nunca, um clima de incerteza quanto ao seu futuro no mercado de smartphones. Depois da renovação do banimento nos EUA e a impossibilidade de encomendar processadores à TSMC, chegou a equacionar-se que o Mate 40 poderia ser adiado.

Felizmente para a empresa, e todos os seus fãs, parece que tal não se vai verificar. Um blogger partilhou na rede social chinesa Weibo que o Huawei Mate 40 será apresentado em outubro, tal com planeado.

Huawei Mate 40 deverá conseguir o hardware necessário dentro do prazo

A fonte desta notícia dá pelo nome de Moile Chip Expert e parece ser bem conhecido no seu país. Segundo ele, a Huawei conseguirá o acesso aos processadores de 5 nanómetros para o seu novo topo de gama em meados de setembro.

Huawei Mate 30 Pro

Ademais, ele menciona que a empresa chinesa já conseguiu assegurar 8 milhões de exemplares para o último trimestre de 2020. Significa isto que o Huawei Mate 40 será apresentado em outubro, como inicialmente previsto, e poderá chegar às lojas pouco tempo depois.

Esta informação assume maior importância depois de há poucos dias ter surgido a notícia de que a Huawei teria suspendido a construção dos componentes para o Mate 40. Os constantes entraves que ela tem enfrentado ultimamente teriam feito a empresa reconsiderar o seu próximo topo de gama.

Se aquilo que Moile Chip Expert avança hoje se confirmar, essa reconsideração não terá efeitos na apresentação do Huawei Mate 40. Esperemos que o mesmo se aplique à sua chegada ao mercado.

Huawei enfrenta a sua pior crise dos últimos anos

Para contextualizar todo o que é dito acima, proponho-me a fazer um resumo do último ano da Huawei. Foi em maio de 2019 que Donald Trump tomou a decisão de colocar a tecnológica chinesa na lista negra do Departamento de Comércio americano.

Esta decisão fez com que qualquer empresa americana ficasse impedida de negociar com a Huawei. A primeira consequência foi o desaparecimento dos serviços Google de todos os smartphones desenvolvidos e lançados depois dessa data.

Mais recentemente, Trump renovou esse impedimento por mais um ano, com uma nova clausula que a impede de fabricar os seus processadores na TSMC. Este último ponto foi a origem de toda a incerteza que se verifica em torno do Huawei Mate 40 e veremos se a Huawei conseguirá solucionar o problema a tempo dos topos de gama do próximo ano.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.