Huawei. Intel consegue "milagre" e é a primeira a receber "luz verde" dos EUA!

Vitor Urbano
1 comentário

A Huawei continua a ver o seu sucesso nos mercados internacionais ameaçados pelos diversos impedimentos impostos pelo governo dos Estados Unidos, que proibiram todas as empresas americanas de fornecer produtos à fabricante chinesa. No entanto, pouco a pouco, parece que a Huawei pode começar a ganhar mais esperança.

De acordo com o site chinês CLS, a Intel foi a primeira empresa a conseguir a proeza de receber a licença especial para retomar os seus negócios com a Huawei. Relembro que estas licenças foram oficializadas há bastante tempo, mas até agora não tinha existido nenhuma confirmação de que tivessem sido autorizadas.

Intel Huawei

É verdade que o resumo dos negócios entre a Intel e Huawei não irá afetar em nada a grave situação dos smartphones da marca, mas vai pelo menos garantir que poderão continuar a produzir os seus computadores portáteis sem qualquer problema. Considerando os recentes investimentos da fabricante neste segmento, certamente que será uma gigante "bolha de ar".

Huawei poderá voltar às luzes da ribalta já em 2021

Este ano era previsto como sendo extremamente importante para a Huawei, especialmente depois do seu presidente ter confirmado diversas vezes que o principal objetivo seria destronar a Samsung e tornar-se na maior fabricante de smartphones do mundo. No entanto, os Estados Unidos tinham planos muito diferentes para a controversa fabricante chinesa.

Depois de vários ataques que proibiram a Huawei de ter acesso a produtos e serviços provenientes de empresas norte-americanas, a Huawei passou de marca dominante para uma empresa em risco de extinção.

Agora, ainda que não tenha sido confirmado, tudo indica que o cenário poderá dar uma volta de 180º já em 2021. Com a Intel a conseguir acesso à tão desejada licença especial, acredita-se que mais empresas lhe seguirão as pisadas. Certamente que a Google irá "apertar" o governo norte-americano para que lhes seja concedida a licença já durante os próximos meses.

Assim que isso acontecer, todos os smartphones da Huawei poderão voltar a oferecer aos seus utilizadores os serviços e aplicações da Google, através de uma simples atualização de software.

Ainda que vários executivos da Huawei tenham afirmado que não precisam da Google para terem sucesso, isso não é verdade. No vários mercados internacionais, os smartphones da Huawei deixaram de ser procurados simplesmente por não terem os serviços da Google, essenciais para os utilizadores na Europa.

Antes de ires, descobre os melhores telemóveis Xiaomi da atualidade. Além disso, vê os melhores smartphones chineses, com várias opções para diferentes orçamentos.

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.