Huawei demonstra a sua tecnologia de controlo do smartphone por 'gestos no ar'

Carlos Oliveira
Comentar

Foi no decorrer da conferência para programadores da Huawei que a chinesa demonstrou, quase em segredo, uma nova forma de interagir com os seus smartphones. Este novo método consiste em "gestos no ar" que te permitem controlar o equipamento sem lhe tocares fisicamente.

Esta tecnologia é semelhante ao que podemos ver no LG G8 ThinQ e mais recentemente confirmada no Pixel 4. No entanto, a tecnologia da Huawei supera a da Google pelo menos na sua estética.

Ao contrário do que vimos no Pixel 4, o smartphone Huawei usado para esta demonstração não requer a presença de uma grande notch. De facto, os modelos da chinesa continuam a apresentar uma notch minimalista, em formato "gota de água".

Como funciona a tecnologia de "gestos no ar" da Huawei

Segundo os presentes na demonstração feita pela Huawei, esta tecnologia consegue detetar movimentos milimétricos com alta precisão. Infelizmente não foram adiantados pormenores técnicos sobre a tecnologia, mas é referido é que esta dispensará um determinado espaço físico para a alocação de sensores como os que vemos no Project Soli da Google.

As aplicações destes "gestos no ar" podem ser muitas, mas para já a tecnológica demonstrou apenas como estes podem controlar a reprodução de música e volume do smartphone. Tudo isso sem que tenhas contacto físico com o ecrã do teu equipamento.

Esta tecnologia poderá ainda medir o teu ritmo cardíaco

Noutro vídeo publicado pelo Huawei Club, vemos como esta tecnologia poderá ter aplicações relativas à saúde. A medição do ritmo cardíaco é um dos exemplos dados, bem como a capacidade de silenciar alarmes.

Vemos ainda a possibilidade de transferir conteúdo do smartphone para a televisão com alguns gestos. Tudo isto de uma forma muito mais intuitiva do que a abordagem da LG, pelo menos nestes vídeos promocionais.

Ainda não sabemos quando a tecnologia chegará ao mercado

Infelizmente a empresa chinesa não adiantou pormenores relativos à disponibilização desta tecnologia. Fica assim por saber dentro de quanto tempo poderemos ver algum smartphone da Huawei no mercado com estes gestos.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.