Huawei continua a surpreender ao controlar mais de 60% do mercado chinês!

Vitor Urbano
Comentar

A Huawei continua a atravessar uma fase muito complicada nos vários mercados internacionais. No entanto, a marca não se está a deixar abalar pelos diversos ataques dos Estados Unidos, continuando a apresentar um crescimento incrível no seu país.

De acordo com os mais recentes dados revelados pela empresa analista Canalys, durante o 3º trimestre deste ano, a Huawei conquistou 66% do mercado chinês. Esta impressionante percentagem foi alcançada através da venda de 41,5 milhões de smartphones durante os últimos três meses.

Huawei

Huawei não tem nenhuma oponente à altura na China

A Huawei é a fabricante que domina o grande mercado chinês, e tudo indica que irá continuar a ser durante muito tempo, visto que não existe nenhuma oponente que ameace o seu domínio. O seu crescimento na China apresentou um inacreditável aumento desde que os Estados Unidos a colocaram na "lista negra".

Para se ter uma melhor ideia do grande sucesso da fabricante, este foi o sexto trimestre em que apresentaram um crescimento de 'dois digitos'. Ou seja, já há um ano e meio que a Huawei consegue manter um crescimento de pelo menos 10% em todos os trimestres.

No que respeita à sua fraca oposição, tems a Vivo,Oppo e Xiaomi. Estas três fabricantes conseguiram um total de 17.9 milhões, 17 milhões e 8.8 milhões de unidades vendidas, respetivamente. Como vemos nos números apresentados pela Canalys, a Huawei tem uma quota de mercado que dificilmente será ameaçada por qualquer das suas rivais.

Feitos alcançados em 2019 dificilmente se irão repetir em 2020

Graças a uma primeira metade do ano muito forte e o grande crescimento na China, a Huawei conseguiu alcançar números uma vez mais impressionantes. Relembro que recentemente a fabricante confirmou orgulhosamente que conseguiram ultrapassar os 200 milhões de smartphones vendidos 2 meses mais cedo do que em 2018.

Huawei 200 milhões

No entanto, é provável que em 2020 o cenário seja totalmente diferente. Apesar de já estar há algum tempo a ser afetada pelas ações dos Estados Unidos, apenas na segunda metade do ano foram sentidos os primeiros sérios efeitos. Com o lançamento do Mate 30 Pro sem os serviços Google, os números de vendas nos mercados globais caíram a pique.

A menos que a fabricante consiga encontrar uma solução viável para este problema, é de esperar que os números nos mercados globais continuem a cair durante o próximo ano.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.