Huawei começa a receber boas notícias e já pode comprar processadores à Qualcomm

Vitor Urbano
1 comentário

A Huawei tem atravessado um período bastante complicado, tudo graças às duras medidas implementadas pelo governo dos Estados Unidos. Ao ter sido colocada na "lista negra" por parte de Donald Trump, a Huawei viu-se proibida de realizar negócios com qualquer empresa americana, incluindo a Google e Qualcomm.

Estas proibições já causaram um grande impacto na fabricante, que acabou de apresentar o Huawei Mate 30 Pro, mesmo sem ter acesso a qualquer serviço ou aplicação da Google. No entanto, parece que nem tudo são más notícias para a marca, visto que pode oficialmente retomar a compra de processadores da Qualcomm.

Qualcomm Huawei

Qualcomm é das primeiras empresas a receber autorização para fazer negócio com a Huawei

Foi no passado mês de julho que o governo revelou que iria disponibilizar licenças especiais para empresas que precisassem de realizar negócios com a Huawei. No entanto, desde então, centenas de empresas registaram a sua aplicação, mas nenhuma licença foi emitida.

Ao que parece, a Qualcomm foi a primeira a conseguir este acesso privilegiado, informações confirmadas pelo próprio CEO da empresa, Steve Mollenkopf. Além disso, revelou também que estão a trabalhar num novo acordo a longo prazo com a fabricante chinesa, mas acabou por não revelar detalhes sobre os produtos a serem vendidos.

Empresas americanas sofreram tanto quanto a Huawei com as ações de Trump

Não há dúvida que o governo norte-americano criou estas 'licenças especiais' para reduzir o impacto nas grandes empresas americanas, e não para ajudar a Huawei.

Sendo a segunda maior fabricante de smartphones do mundo, a Huawei tem um papel extremamente importante nas receitas anuais de inúmeras empresas americanas. Ao serem obrigadas a cessar todas as trocas comerciais, estas empresas viram as suas receitas cair a pique, criando um ambiente de preocupação que obrigou Donald Trump a ceder.

Certamente que mais empresas irão seguir-se à Qualcomm e, esperemos que a Google seja a próxima na lista. Assim que isso acontecer, a Huawei vai poder de imediato lançar os serviços e aplicações Google para os seus smartphones. Essa seria a única forma para que tudo voltasse ao normal, e a Huawei tivesse uma vez mais hipótese de competir com a Samsung.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.