Honor promete um smartphone 5G até ao final deste ano

Carlos Oliveira
Comentar

O presidente da Honor, sub-marca da Huawei, prometeu em entrevista o seu primeiro smartphone 5G ainda este ano. Para ser mais preciso, George Zhao revela que a marca irá lançar esse equipamento no último trimestre deste ano. Ou seja, algures entre outubro e dezembro de 2019.

Este executivo não se abriu muito quanto aos pormenores do primeiro smartphone 5G da Honor. Fica assim por saber em que segmento de mercado se irá inserir este novo equipamento e ainda se o mesmo virá a ser comercializado em todo o mundo.

Preço do primeiro smartphone 5G da Honor deverá ser apelativo

A Honor destacou-se sempre das suas concorrentes pela prática de preços habitualmente mais baixos. Assim sendo, o presidente da marca confirma que este novo equipamento continuará a seguir essa tendência.

Embora sem avançar com números, fica a promessa de que este produto será mais acessível que aqueles já apresentados. Para efeitos de comparação, os smartphones 5G da Huawei que já foram apresentados possuem preços com quatro dígitos. Temos o Huawei Mate X com um valor de 2299€ e o Mate 20 X 5G a rondar os 1000€.

Mas será que este Honor 5G será vendido fora da China?

Os recentes problemas da Huawei com os EUA está também afetar a Honor. Todas as imposições e cortes de relações impostas à tecnológica chinesa têm exatamente o mesmo efeito na sua sub-marca.

Espelho dessas imposições é já a dúvida existente quanto ao lançamento do Honor 20 Pro na Europa. Segundo os recente relatos, este topo de gama não foi capaz de receber a certificação oficial da Google. Isto significa que, caso o smartphone venha a ser vendido na Europa, chegará sem as aplicações e serviços da norte-americana.

Este é o mesmo cenário que espera o primeiro smartphone 5G da Honor. Caso as proibições impostas pelo governo norte-americano não sejam levantadas até à sua apresentação, este também não terá acesso aos serviços da Google. Uma ausência que tornará este equipamento menos apelativo para mercados que não a China.

Apesar destes contratempos, a Honor está confiante no seu futuro fora da China

A ausência dos serviços da Google poderá ser um rombo para as aspirações da Honor na Europa e outros mercados. Ainda assim, o seu presidente demonstra-se confiante nesse sucesso.

Em entrevista, George Zhao revela a sua esperança de que a Honor suba em 50% as suas receitas nos mercados fora da China. São precisamente os mercados que mais sofrerão caso o corte de relações com a Google se mantenha.

Em todo o caso, o primeiro smartphone 5G da sub-marca da Huawei terá pouca influência nestes resultados. Acima de tudo porque as infraestruturas de suporte a esta tecnologia estão ainda em plena fase de implementação. Portugal, por exemplo, só irá anunciar os seus planos para o 5G em setembro.

Assim espera-se que a maioria da receita arrecada pela Honor seja provenientes dos seus smartphones 4G. Mas caso as limitações com que a Huawei / Honor se têm deparado recentemente se mantiverem, esta ambição poderá provar-se bastante difícil de alcançar.

Mais notícias sobre a Huawei:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.