Honor prestes a garantir parceria que a fará crescer mais que a Huawei!

Vitor Urbano
Comentar

Após ter sido vendida pela Huawei a um conglomerado de empresas chinesas, a Honor está agora a atravessar um processo de reestruturação que lhe irá permitir crescer exponencialmente ao longo dos próximos anos. Com a separação das duas marcas, a Honor terá ficado "livre" das várias sanções impostas à Huawei pelos Estados Unidos.

No entanto, apesar de ainda não se saber se os próximos smartphones da Honor irão chegar com suporte para serviços Google, parece garantido que terão processadores da Qualcomm. De acordo com novas informações, a Honor está prestes a selar um acordo com a Qualcomm, que lhe dará livre acesso aos seus vários processadores para smartphones.

Honor smartphones

Não há grande dúvida que a Honor passará a competir diretamente com a Huawei tanto internamente (China), como nos vários mercados globais. Curiosamente, foi o próprio CEO da Huawei que revelou publicamente o seu desejo de ver a Honor crescer mais que a Huawei.

Honor tem em 2021 o ano mais importante da sua história

Até agora, a fabricante encontrava-se de baixo da "asa" da Huawei, sendo responsável maioritariamente pelo desenvolvimento e produção de smartphones de entrada e gama-média. Agora, vai dedicar-se ao lançamento de smartphones destinados a todos os segmentos de mercado, incluindo topos de gama.

Assim que este acordo entre a Honor e Qualcomm seja concluído, espera-se que não demore muito tempo até que vejamos chegar ao mercado um smartphone equipado com o Snapdragon 888.

Honor Qualcomm Snapdragon 888

Além disso, Zhao Ming, CEO da Honor, já revelou que a fabricante se irá aventurar em outros mercados, não se limitando a lançar smartphones.

Por isso, o próximo ano poderá ditar o futuro da empresa, sendo muito provável que venha a tornar-se numa das maiores fabricantes de smartphones a nível mundial, já durante os próximos anos.

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.