HarmonyOS 2.0: a 'salvação' da Huawei inclui o 'easter egg' do Android

Rui Bacelar
Comentar

A Huawei apresentou hoje (2) o seu HarmonyOS 2.0 durante a apresentação virtual que também nos trouxe novo hardware. Foi um dos eventos mais importantes para a fabricante, marcando o início de uma nova etapa e período de transição pós-Android.

Entretanto, a empresa foi confrontada com as várias semelhanças com o Android, tendo a mesma já respondido. A outrora gigante mundial deu a saber que a sua nova plataforma socorreu-se de vários repositórios open-source.

Fizeram-no, de acordo com a Huawei, para agilizar o desenvolvimento e construção do HarmonyOS 2.0 e as semelhanças com o Android da Google são notórias. Há novas funções bem-vindas, mas também uma inspiração na aparência do iOS da Apple.

O HarmonyOS 2.0 é a nova plataforma de software Huawei

Estreando-se nos novos MatePad e Huawei Watch, o HarmonyOS é a nova plataforma unificadora da fabricante chinesa. Foi concebida para poder estar presente em vários equipamentos, indo além dos smartphones e conectando todo um ecossistema.

Por outro lado, quem estava à espera de uma plataforma radicalmente nova temos más notícias. Ainda que o HarmonyOS 2.0 tenha as suas particularidades e novas funções, o aspeto geral e mecânica do mesmo é bastante similar ao Android e até ao iOS.

Huawei HarmonyOS 2.0
O "novo" sistema operativo tem vários pontos de contacto com o Android e iOS.

A Huawei usou um número considerável de fontes open-source para agilizar o desenvolvimento do seu HarmonyOS, dito pela própria durante o evento de apresentação.

Entre as coincidências e semelhanças mais peculiares está, por exemplo, a presença da aplicação easter egg do Android Q (Android 10) no HarmonyOS. Esta curiosidade foi encontrada e noticiada primeiramente pela publicação Android Authority.

O Easter Egg do Android Q está presente também no HarmonyOS

Huawei HarmonyOS 2.0
Captura de ecrã no Huawei MatePad Pro 2021 com HarmonyOS.

Acima podemos ver uma captura de ecrã nos novos Huawei MatePad com HarmonyOS, note-se ambas as imagens. Podemos ver também o aspeto geral do menu das definições (Settings) com o dark mode aplicado ao dispositivo.

Huawei HarmonyOS 2.0
Captura de ecrã no Huawei MatePad Pro 2021 com HarmonyOS.

Logo em seguida, outra captura de ecrã efetuada num tablet Huawei MatePad com Android (e a sua EMUI). Em ambos os casos está presente a app easter egg .

Huawei HarmonyOS 2.0
Captura de ecrã no Huawei MatePad Pro 2019 com Android (EMUI).

Acima vemos o aspeto do menu das definições e neste caso as informações do dispositivo na edição de 2019 dos MatePad Pro. O terminal utiliza o sistema operativo Android, sendo, portanto, natural que a app easter egg do Android esteja presente.

Huawei HarmonyOS 2.0
Captura de ecrã no Huawei MatePad Pro 2019 com Android (EMUI).

Novamente, a sua presença nas lista de aplicações é perfeitamente expectável num tablet com Android. O que nos surpreende é o facto de essa mesma app estar presente também na versão já com o HarmonyOS 2.0.

As semelhanças, todavia, não se ficam por aqui. Há, entre ambas as implementações uma forte similitude que acaba por ajudar o utilizador a fazer a transição para o novo sistema operativo.

Note-se, portanto, que isto em nada diminui o sistema operativo da Huawei, ainda que não surpreenda quem estivesse à procura de algo verdadeiramente "fresco" e novo.

Huawei HarmonyOS 2.0

Mais ainda, esta não seria a primeira vez que uma fabricante utilizaria a estrutura do Android (a sua framework) para, por exemplo, garantir o suporte a aplicações Android. Recordamos que, para tal, é necessária a utilização do Android Runtime.

Conclui-se que o novo sistema operativo tem vários pontos de aproximação ao Android, com a linguagem de design a aproximar-se do iOS da Apple.

O HarmonyOS 2.0 tem as suas novidades e vantagens

Huawei HarmonyOS 2.0

O HarmonyOS introduz caraterísticas e funcionalidades interessantes como, por exemplo, a função Super Device que facilitará o emparelhamento de dispositivos ao smartphone.

Há também uma nova interface, mais circular e orgânica para este modo Super Device. A partir daqui o utilizador pode emparelhar e controlar facilmente os dispositivos ligados ao telefone, facilitando todo o processo de partilha.

Ainda durante a apresentação vimos vários exemplos da integração do HarmonyOS com vários outros equipamentos. É, acima de tudo, uma plataforma capaz de estar presente em gadgets, dispositivos IoT e, claro, nos smartphones e tablets Huawei.

Possivelmente a apresentação mais importante da Huawei

Destacamos, por fim, uma nova função de "autenticação colaborativa" que permite usar a informação de dois dispositivos para desbloquear o telefone do utilizador, partindo do pressuposto que este está em casa.

As novidades podem vistas (ou revistas) no vídeo abaixo. Aí também podem recapitular as principais funções do novo sistema operativo.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.