Google reforça proteção do Chrome ao bloquear downloads não seguros

Rui Bacelar
Comentar

O navegador de Internet mais popular do mundo volta a reforçar a segurança da sua plataforma. Fá-lo através do bloqueio propositado de descarregamentos (downloads) que considere inseguros. Ou seja, bloqueará de modo automático os downloads não seguros.

À medida que a segurança na Internet se torna numa preocupação de primeira ordem não só para as empresas, mas também para o utilizador comum, a Google veio quase que tornar obrigatório o uso do padrão HTTPS para podermos sequer visitar esse website.

Bloqueio automático de downloads não seguros no Google Chrome

Google Chrome downloads

Em causa está uma autêntica camada de proteção adicional que torna toda a Internet mais segura, ao garantir a integridade dos sistemas de pagamento nos websites, a proteção de dados e garantia de downloads mais seguros. Pois bem, é neste campo que a Google quer tornar o seu Chrome ainda mais seguro, ao bloquear downloads feitos em HTTP e não em HTTPS.

As novidades foram primeiramente noticiadas pela publicação 9to5Google que analisou as novas versões de teste (beta) do navegador Google Chrome. Aí, ao analisar o código-fonte da próxima compilação, encontrou essencialmente um bloqueio automático de todo e qualquer descarregamento efetuado sem o padrão HTTPS.

Google Chrome

Cumpre recordar que por HTTPS entenda-se Hyper Text Transfer Protocol Secure. Ou seja, o HTTPS é uma implementação e melhoria do protocolo HTTP que recebe uma camada adicional de segurança que utiliza o protocolo TLS/SSL.

Mais proteção no browser Google Chrome

Estas medidas podem chegar em breve, bloqueando o download a partir de links que estejam em HTTP e não no mais recente e seguro padrão HTTPS. A medida foi detetada no código-fonte (Chromium) e consequentemente contextualizada como forma de bloqueio de downloads não seguros.

Google Chrome

Esta novidade irá alargar um controlo ou Chrome Flag já disponível nas opções experimentais do navegador. Com efeito, o aceder à área das Chrome Flags, já podemos atualmente bloquear o tráfego que não emane, ou não use o padrão HTTPS. Na prática, caso o utilizador seja reencaminhado para uma página não segura, os downloads nessa localização serão impedidos.

Bloqueio de downloads HTTP inseguros está em preparação

O navegador mais popular do mundo passará assim a alertar e proteger os utilizadores, expandindo capacidades já presentes na sua versão experimental. Note-se que esta ação pode ser inicialmente frustrante, ao impedir que façamos downloads de diversas páginas não atualizadas, mas efetivamente forçará os programadores a adicionar esta camada de proteção.

Em suma, será um forte e bem-vinda medida de proteção dos utilizadores. Começará, primeiramente, por chegar através da versão de testes (beta) do Chrome. Posteriormente, acreditamos nós que com a versão 111 do Chrome fique disponível para todos os utilizadores.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt