Google Pixel 6 poderá abandonar os processadores Snapdragon. Sabe porquê

Carlos Oliveira
Comentar

Um novo relatório da autoria da publicação Axios informa-nos como a Google poderá tornar-se independente da Qualcomm. Segundo o que é avançado, a empresa americana estará a desenvolver um processador próprio.

O relatório afirma que este novo SoC não estará desenvolvido a tempo do Pixel 5, que será revelado no final deste ano. É possível que este componente esteja concluído em 2021, o que fará do Google Pixel 6 o provável candidato para o incorporar.

Google está a trabalhar com a Samsung para desenvolver o seu processador

A sul-coreana estará a colaborar com a Google para o desenvolvimento deste novo processador. A sua tecnologia de 5 nanómetros deverá ser a escolhida para construir este SoC.

Pixel 4 XL

Há dias surgiu o rumor de que a Samsung estaria a preparar uma versão personalizada dos seus Exynos para a Google. Este novo relatório vem, de certa forma, corroborar essas notícias.

O mesmo relatório afirma que a Google poderá colocar a sua nova criação também nos Chromebooks. Algo que acaba por não ser uma surpresa, depois de outras marcas também já terem começado a apostar na arquitetura ARM no segmento da informática.

Será esta uma boa opção por parte da Google?

Certamente que a ideia principal da Google será reduzir os custos de produção dos seus produtos. Ao construir o seu próprio processador, a empresa deixa de ter de pagar a terceiros por um dos mais importantes componentes de qualquer produto tecnológico.

Ademais, esta abordagem permitirá à norte-americana desenvolver um hardware próprio para determinadas funcionalidades dos seus Pixel. Este processador poderá potenciar a tecnologia de machine learning que tem caracterizado os produtos da Google nos últimos anos.

No entanto, não podemos deixar de invocar a recente controvérsia que tem abrangido a Samsung nas últimas semanas. Os processadores Exynos dos Galaxy S20 têm-se revelado incapazes de igualar as potencialidades dos semelhantes com o Snapdragon 865.

Ora, visto que a Samsung deverá fornecer à Google uma versão personalizada dos seus Exynos, teme-se que estes venham a ser inferiores aos semelhantes da Qualcomm. Esta mudança ainda não é oficial, logo temos de esperar por mais desenvolvimentos.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.