Google Pixel 5a: smartphone de gama média foi cancelado

Carlos Oliveira
Comentar

Atualização: Perante os relatos, a Google já veio desmentir o cancelamento do Pixel 5a. No esclarecimento prestado ao Android Police, a empresa revela que o smartphone chegará no final do ano aos EUA e Japão.

Há poucas semanas, surgiu a notícia de que a Google estaria a desenvolver mais um smartphone de gama média, o Google Pixel 5a. Todavia, agora sabemos que este equipamento foi cancelado.

A notícia foi inicialmente avançada por Jon Prosser, afirmando mesmo que a decisão terá sido tomada hoje de manhã. Agora, o portal Android Central vem confirmar o cancelamento do Google Pixel 5a.

Now confirmed by @androidcentral https://t.co/Q4GAmN8UQX

— Jon Prosser (@jon_prosser) 9 de abril de 2021

Escassez de componentes ditou a desistência do Google Pixel 5a

Para este desfecho contribuiu ativamente a atual conjetura mundial. A escassez de componentes é uma infeliz realidade no mercado dos smartphones, das placas gráficas e em muitos outros setores ligados ao mercado da tecnologia.

O Google Pixel 5a não escapou a esta adversidade, tendo feito com que o smartphone de gama média nunca venha sequer a ser apresentado. Note-se que a apresentação do Pixel 5a era esperada para maio, no decorrer da conferência Google I/O.

Google focar-se-á na continuidade do Pixel 4a

Com o desaparecimento do Pixel 5a dos seus planos, a Google vai canalizar os esforços da sua equipa para o Pixel 4a. O mesmo acontecerá com o Pixel 4a 5G, sendo que ambos os equipamentos continuarão a ser vendidos no decorrer de 2021.

Daquilo que se especulava, o Pixel 5a não iria diferir muito daquilo que é o Pixel 4a 5G. Seria um gama média com um ecrã apenas interrompido por um punch hole, dupla câmara traseira e um sensor de impressões digitais capacitivo também na traseira.

Google Pixel 5a

Não se sabia muito bem de que forma iria a Google diferenciar estes equipamentos destinados ao mercado intermediário. Assim sendo, talvez a decisão de cancelar o Pixel 5a tenha sido o melhor curso de ação, exponenciado pela falta de componentes.

Fala-se que o Google Pixel 6 irá estrear um processador inteiramente desenvolvido pela tecnológica e isso também poderá ter tido bastante influência nesta decisão. Devido à falta de matéria-prima, a prioridade certamente recaiu sobre o seu próximo topo de gama.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.