Google Pixel 4a 5G será a melhor alternativa ao Pixel 5. Entende

Carlos Oliveira
1 comentário

Tudo indica que a Google vai continuar a apostar no segmento de gama média com a apresentação do Pixel 4a, alegadamente ainda este mês. Mas segundo o que está hoje a avançar a 9to5 Google, esse modelo terá um companheiro pelo qual valerá a pena esperar.

A fonte refere que a empresa americana está também a trabalhar no Google Pixel 4a 5G. Como o nome indica, a principal diferença entre os dois modelos será a compatibilidade do último com redes 5G.

Google Pixel 4a 5G e Pixel 5 virão com o mesmo processador

Este é o ponto que nos permite dizer que o Pixel 4a será a melhor alternativa ao Pixel 5. Segundo a 9to5 Google, ambos os smartphones virão equipados com o processador Qualcomm Snapdragon 765G.

Google Pixel 4a

Desde cedo se falou que a Google estaria a desenvolver dos smartphones com o Snapdragon 765G. Todos pensamos que seriam o Pixel 5 e Pixel 5 XL, mas o código.fonte da aplicação da pesquisa da Google mostra-nos uma realidade diferente.

Este ano, a empresa americana irá riscar o Pixel 5 XL do seu portefólio e desvendar o Pixel 5 e o Pixel 4a 5G. Algo que nos leva a crer que o último possa ser revelado apenas em outubro.

Quais as diferenças do Pixel 4a 5G para o Pixel 5?

Com ambos os modelos a contar com o mesmo processador, a Google irá certamente diferenciá-los através de outros aspetos. Questões como os materiais e as câmaras serão certamente forma de os distinguir.

Assim sendo, espera-se que o Pixel 5 venha a contar com, pelo menos, duas câmaras, ao passo que o Pixel 4a 5G deverá ficar-se por um só sensor. Os materiais também deverão ser diferentes, sendo o vidro predominante no primeiro e o plástico no segundo modelo.

Outro ponto que os deverá distinguir será a taxa de atualização dos ecrãs. Enquanto o Pixel 4a 5G deverá ficar-se pelos 60Hz, o Pixel 5 dará o salto para os 120Hz.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.