Google Gmail dará para agendar emails até 50 anos na próxima atualização

Filipe Alves

Já imaginaste como será o mundo em 50 anos? A Google acredita que o Gmail andará na mesma por aqui. De acordo com as novas informações, o Gmail receberá na próxima atualização a possibilidade de agendar emails até 50 anos.

Contudo, esta não é uma funcionalidade fútil, aliás, é provavelmente uma das mais interessantes até ao momento. Segundo as informações, o agendamento dos emails funcionará entre 2 minutos e 50 anos. Isto significa que podes muito bem agendar um email para sair na próxima semana ou no final do dia.

Google gmail

Se já alguma vez tentaste mandar um email para um serviço de apoio ao cliente, hás de reparar que os emails mandados pela manhã são mais recetivos. Isto significa que já não precisas de acordar cedo para o fazer.

Melhor ainda, podes sempre escrever um email para o "teu futuro Eu". Nada melhor do que escrever um email para que o recebas daqui a uns anos. Será certamente interessante ver o "teu futuro Eu" a ler os teus objetivos e sonhos.

15 anos de Google Gmail

O Gmail saiu de forma oficial em 2004 e já na altura se diferenciou da concorrência ao oferecer 1GB de armazenamento. Temos de ter noção que em 2004 os serviços normalmente ofereciam uma dúzia de MB. Aliás, muitos acreditavam que era uma mentira do dia 1 de abril, porém, 15 anos depois olhamos para esta ocasião com um sorriso.

O Google Gmail também nos trouxe uma forma bem superior de controlar emails de Spam. Foi essa eficácia que me trouxe do Hotmail para o Gmail. Ainda hoje o meu email Hotmail recebe Spam.

Quando chega a nova atualização?

A nova atualização chegará em breve à Google Play Store. Tudo indica que nos próximos dias, porém, sem nada garantido. Contudo, posso-te referir que tal informarei quando assim estiver disponível.

Editores 4gnews recomendam:

Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.