Google corrige falha nas câmaras Nest que podiam estar a espiar-te

Carlos Oliveira
Comentar

Há dais surgiu a informação de que câmaras usadas Nest seriam a porta para que outros espiassem os seus utilizadores. Perante este cenário, a Google já veio referir que esse problema se encontra resolvido.

Esta correção irá assim dar por terminado um problema que colocava em causa a privacidade dos utilizadores de câmaras de segurança Nest. Um problema que estava a afetar aqueles que possuíssem uma destas câmaras em segunda mão.

Atualização para câmaras Nest será disponibilizada automaticamente

A Google referiu que uma correção para o problema detetado já se encontra finalizada. Essa irá ser disponibilizada de forma automática para todos os utilizadores de uma câmara Nest.

Câmara Nest

Uma vez que é de distribuição automática, não terás de te preocupar com nada. Assim que esta correção estiver disponível, será descarregada e instalada na tua câmara, mesmo sem a tua intervenção.

Câmaras usadas da Nest eram a fonte do problema

Tudo isto começou na semana passada quando um utilizador se apercebeu de que continuava a ter acesso às imagens da câmara Nest que havia vendido. Este fenómeno constatava-se mesmo depois de este ter feito um restauro de fábrica à sua câmara antes da sua venda.

O problema parecia estar relacionado com o software Wink Smart Home. No caso de o dono anterior ainda possuir este programa instalado, a probabilidade de continuar a ter acesso às imagens da sua câmara vendida era enorme.

Do lado de quem havia comprado a câmara usada, não havia muito a fazer para prevenir esta violação de privacidade. De facto, o utilizador nem sequer saberia que o anterior dono conseguia ter acesso às suas imagens.

Também em fevereiro passado a Google viu-se a braços com outro problema que envolvia as suas câmaras de segurança Nest. Neste caso, a empresa norte-americana omitiu o facto de os seus sistemas de segurança incorporarem um microfone.

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.