Google "censura" app de teclado por causa de emoji ofensivo

António Guimarães
Comentar

A Google parece estar a lidar com uma das suas apps rivais de uma forma bastante injusta. A aplicação chama-se Fleksy e é uma das muitas apps de teclado na Play Store, rivalizando com o Gboard da Google. Recentemente, o Fleksy foi classificado como PEGI 12 (contendo alguma violência e má linguagem moderada).

Anteriormente, o Fleksy mantinha a classificação PEGI 3 (adequado para todas as idades) tal como o Gboard. Após alguma troca de e-mails entre a Google e a ThingThing (proprietária do Fleksy), chegou-se a uma conclusão: a causa foi o emoji do dedo do meio.

emoji middle finger

Essa foi a resposta da Google como justificação para a nova classificação da app. O que não faz qualquer sentido pois o emoji do dedo do meio é padrão em praticamente todos os teclados. Incluindo o Gboard como podes ver pela imagem.

Assim sendo, é bastante irónico que a Google tenha alterado a classificação de uma app rival por causa de um emoji presente também na sua plataforma. É um caso clássico de hipocrisia, tanto que a ThingThing acusou a Google de prejudicar intencionalmente o Fleksy por representar concorrência.

Esta é uma das práticas anti-concorrência que a Google tem vindo a ser acusada

Não é novidade que a Comissão Europeia tem lançado várias investigações contra a Google. Essas investigações tem vários fundamentos sendo que o principal são as táticas anti-concorrência e o monopólio que a Google mantém na Play Store.

Este exemplo do Fleksy é perfeito. A Google manipulou as classificações de uma app rival de forma a proteger a sua própria app. Isto tudo dentro da Play Store que também lhe pertence. Entretanto a Google não à ThingThing após terem estatado o óbvio: ambas as apps possuem o emoji ofensivo mas a Gboard é "para todas as idades".

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.