Google Assistant: scammers utilizam comandos de voz para ligações fraudulentas

António Guimarães
Comentar

O Better Business Bureau publicou um alerta expondo dois casos onde utilizadores foram redirecionados para linhas telefónicas fraudulentas. Isto após utilizar os comandos de voz do Google Assistant para procurar números de apoio ao cliente.

O Better Business Bureau é uma organização sem fins lucrativos que preza boas medidas de mercado por parte das empresas. O BBB classifica empresas de acordo com os seus critérios de confiança e práticas.

Como funciona o scam do Google Assistant

Os criminosos começam por colocar um número falso associado a uma empresa no topo da pesquisa do Google. Normalmente isto é feito através da compra de anúncios. Assim que o utilizador pesquisa por voz, o Google Assistant procura automaticamente os números no topo da pesquisa, indicando a sua viabilidade.

Assim que o utilizador é colocado em contacto com a 'empresa', o esquema começa. O scammer do outro lado da linha pode tentar enganar a vítima de várias formas: fazer pagamentos em atraso por transferência bancária ou cartões pré-pagos é o método mais popular para convencer as pessoas.

Num dos casos, uma utilizadora ligou para uma companhia aérea para pedir uma mudança de lugar no avião. O scammer tentou convence-la a gastar 400 dólares em cartões pré-pagos (iTunes, por exemplo) com o pretexto de uma promoção na companhia.

scams
Quase metade das chamadas feitas em 2019 serão scams, afirmou o Washington Post em 2018

Como evitar este tipo de esquemas

Embora este caso caso específico tenha ocorrido na América, esquemas fraudulentas acontecem por todo o mundo. Para evitar estas situações, o Better Business Bureau providenciou algumas dicas.

Em primeiro lugar, devemos sempre verificar a veracidade dos números das empresas. Apesar do Google possuir filtros de segurança, pesquisar por voz por um número pode levar a ligações erradas ou mal intencionadas, conforme os casos mencionados.

É necessário ter cautela ainda a relação a anúncios contendo números falsos, que se fazem passar por empresas legítimas. Adicionalmente, verificar sempre as entidades caso sejam exigidos pagamentos por transferência bancária. No geral, basta munirmo-nos de algum bom senso quando utilizamos a pesquisa na internet.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.