Facebook já eliminou mais de 2 mil milhões de contas falsas em 2019

Carlos Oliveira
Comentar

No seu mais recente relatório trimestral, a Facebook anunciou as medidas tomadas na prevenção da propagação de informação falsa. Um dos dados mais relevantes é a eliminação de 2.19 mil milhões de contas falsas desta rede social.

No mesmo relatório, a empresa fundada por Mark Zuckerberg revela que estima que 5% das contas ativas mensalmente sejam falsas. Isto significa a existência de cerca de 119 milhões de contas falsas atualmente na maior rede social do mundo.

Facebook

A remoção de 2.19 mil milhões de contas falsas pode ser assustador, mas Alex Schultz quer que o foco esteja no número de contas não fidedignas que se mantêm ativas. Assim, o vice presidente da Facebook está claramente a mudar o foco da nossa atenção para as 5% mensalmente ativas.

Ele refere que são dois os principais objetivos da empresa neste combate: prevenir o abuso deste tipo de contas e dar maior poder às contas autênticas para a partilha de informação.

São três os métodos de combate do Facebook a este fenómeno

A Facebook revela ainda neste relatório quais os seus métodos principais no combate às contas falsas. Em primeiro lugar, a rede social pretende bloquear a criação deste tipo de contas. Em segundo lugar, quer remover essa contas quando elas se ligam à sua rede. Por último, remover as contas falsas que já se encontram online.

Não é fácil combater este flagelo, mas a empresa de Zuckerberg está confiante no sucesso desta tarefa. Para tal, ela conta com uma Inteligência Artificial que, segundo os seus dados, já detetou 95% de informação potencialmente danosa para os seus utilizadores. Neste espectro podemos incluir spam, contas falsas e ainda propaganda terrorista.

Zuckerberg admite que ainda há um longo caminho a percorrer

Mark Zuckerberg

O fundador do Facebook reconhece que ainda há muito trabalho pela frente. Embora a sua empresa esteja a melhorar neste capítulo, o seu CEO admite a necessidade da fazer ainda melhor.

Segundo o próprio, a sua empresa tem a responsabilidade de proteger a liberdade de expressão dos utilizadores, ao mesmo tempo que combate este tipo de informação. Este é um trabalho minucioso, o de distinguir aquilo que é verídico e o que não passa de demagogia.

Para o futuro, Mark Zuckerberg informa que este tipo de relatório passarão a ser revelados de forma trimestral. Deixa ainda a informação de que o próximo contará com informação respeitante ao Instagram.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.