Fábrica da Stellantis em Mangualde bate recorde e planeia produção de VEs em 2024

Sabryna Esmeraldo
Sabryna Esmeraldo
Tempo de leitura: 2 min.

Em novembro, o setor automóvel em Portugal registou uma queda de 4,9% na produção. No entanto, mesmo neste cenário, a fábrica da Stellantis em Mangualde estabeleceu recordes no número de veículos produzidos.

O bom desempenho da unidade eleva as expectativas para a produção de Mangualde no próximo ano, quando começará a fabricar, em grande escala, carros totalmente elétricos como parte do plano 'Dare Forward 2030' da Stellantis.

Stellantis Mangualde representa 26,3% dos veículos produzidos em Portugal

VE portugal
Fábrica da Stellantis em Mangualde (Imagem: Divulgação / Stellantis)

De acordo com os dados divulgados pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP) nesta terça-feira (12), entre janeiro e novembro de 2023, as fábricas instaladas em Portugal produziram 299.181 veículos. Isso representa uma diminuição de 2,3% em comparação com o que foi produzido no mesmo período do ano anterior.

Os dados de novembro mostram uma queda ainda maior. Com 35.007 carros produzidos, o setor no país teve uma redução de 4,9% em relação aos números do mesmo mês de 2022.

A fábrica da Stellantis instalada em Mangualde, entretanto, foi na contramão deste movimento e alcançou nestes 11 meses de 2023 o seu maior volume de produção de sempre: 78.541 viaturas. Numa nota de imprensa, a fábrica destacou um aumento de 10% na sua produção em relação a 2022.

Com estes números robustos, a Stellantis Mangualde representa hoje 26,3% dos veículos produzidos em Portugal, segundo dados da ACAP. A sua produção atual foca em veículos comerciais ligeiros e versões de passageiros para marcas como Peugeot Partner/Rifter, Citroën Berlingo Van/Berlingo, Opel Combo Cargo/Combo e Fiat Professional Doblò/Doblò.

Foi realizado um investimento de 30 milhões de euros para produção de VEs em 2024

Fábrica da Stellantis em Mangualde
Vista aérea da fábrica da Stellantis em Mangualde (Imagem: Divulgação / Stellantis)

A partir de 2024, a Mangualde dedicará parte da sua produção ao setor de Veículos Elétricos (VE) das marcas Citroën, Fiat, Opel e Peugeot (modelos Citroën ë-Berlingo Van/ë-Berlingo, Fiat Professional e-Doblò/e-Doblò, Peugeot E-Partner/E-Rifter, Opel Combo Cargo Electric e Combo Electric).

Para a produção em grande série dos VEs, incluindo versões de comerciais ligeiros e de passageiros, a fábrica passou por um processo de modernização. No comunicado à imprensa, a empresa declarou:

"Tal será possível graças à transformação e modernização em curso na fábrica, com novas instalações e otimização da área industrial, num investimento de 30 milhões de euros."

Estes esforços fazem parte do plano 'Dare Forward 2030' da Stellantis. Entre as metas ambiciosas para 2030, o plano estratégico também prevê uma redução de metade das emissões de CO2 até o início da próxima década. O objetivo é alcançar a neutralidade carbónica até 2038.

Fundado em 1962, o Centro de Produção de Mangualde foi a primeira fábrica de montagem de automóveis estabelecida em Portugal. Desde a sua fundação, já produziu mais de 1,5 milhões de veículos.

Editores 4gnews recomendam:

Sabryna Esmeraldo
Sabryna Esmeraldo
Jornalista há mais de 10 anos, a Sabryna especializou-se a produzir conteúdos e tutoriais sobre aplicações e tecnologia. Consumidora de streamings e redes sociais, adora descobrir as novidades do mundo.