Este smartphone dobrável vai competir diretamente com o Samsung Galaxy Z Flip 3

Mónica Marques
Comentar

É já no próximo dia 23 de dezembro que a Huawei vai apresentar várias novidades, onde se inclui o terminal P50 Pocket.

O novo smartphone dobrável da marca chinesa quer competir diretamente com o Galaxy Z Flip 3 da Samsung e vem com características para ser um rival de peso.

Huawei P50 Pocket não terá comunicações 5G devido às sanções norte-americanas

No próximo dia 23 de dezembro, a Huawei vai revelar, num evento oficial, várias novidades no seu portfólio de equipamentos. Entre as novidades, estão o wearable Watch D e o novo smartphone dobrável P50 Pocket.

Concentremos as atenções neste último modelo, uma vez que foram revelados online mais detalhes sobre o equipamento. De acordo com as informações agora avançadas, o P50 Pocket será comandado pelo processador HiSilicon Kirin 9000, sem suporte para 5G devido às sanções norte-americanas.

O equipamento vai contar com dois ecrãs AMOLED, o principal com 6,85 polegadas e o ecrã exterior com uma polegada. Já na parte ótica vai integrar uma configuração de câmara tripla com um sensor primário Sony IMX766 de 50 megapixéis, complementado por um segundo sensor de 13 megapixéis e um terceiro de oito megapixéis.

Preço do Huawei P50 Pocket pode ser inferior ao do Samsung Galaxy Z Flip 3

O Huawei P50 Pocket vai estar equipado com uma bateria robusta de 4100 mAh com suporte para carregamento rápido de 66 watts. E, neste ponto em específico, bate o seu rival Samsung Galaxy Z Flip 3 que integra uma bateria de 3300 mAh com carregamento de apenas 15 watts.

Rumores a circular no mundo Web dão conta de que o novo dobrável da Huawei pode ser disponibilizado por um custo de cerca de 890 euros, mas o valor carece de confirmação oficial. A confirmar-se a informação, este pode ser mais um ponto a favor do terminal chinês, uma vez que o Galaxy Z Flip 3 tem um custo em Portugal de 1.099 euros.

Samsung e Huawei dominam mercado de smartphones dobráveis

A popularidade dos smartphones dobráveis tem vindo a crescer nos últimos tempos. De acordo com a empresa DSCC, as vendas totais deste tipo de equipamento aumentaram 215% no terceiro trimestre de 2021, em relação ao trimestre anterior.

A mesma empresa concluiu que a Samsung e a Huawei têm 99% da quota global de vendas de smartphones dobráveis. No entanto, a gigante sul-coreana detém 93% do mercado enquanto a Huawei ocupa apenas 6% desse mesmo mercado.

Existem duas razões para isso acontecer. Por um lado, as restrições impostas pelo governo norte-americano à marca chinesa limita a sua capacidade perante o mercado. E, por outro lado, o facto de a Samsung ter alterado a sua estratégia de preço para o Galaxy Z Flip 3. Ao tornar o terminal mais acessível, a empresa sul-coreana conseguiu que este fosse o smartphone dobrável mais popular e bem-sucedido do momento.

Editores 4gnews recomendam:

  • WhatsApp vai passar a lembrar-te de um pormenor muito importante
  • Apple é líder global de smartphones 5G ultrapassando Xiaomi e Samsung
  • Samsung Galaxy S21 FE: data de lançamento pode ter sido revelada
Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.