Esta imagem do alegado iPhone 11 é falsa, mas deixa-nos a imaginar!

Filipe Alves
Comentar

O iPhone 11 (ou XI) chegará em setembro e tudo indica que já sabemos como será o seu design. Por esse simples facto existe pessoas que gostam um pouco de brincar com a situação e outras que "maliciosamente" tencionam enganar outras pessoas indicando que a imagem é falsa.

Pois bem, esta imagem do iPhones 11 que podes ver abaixo é falsa mas deixa-nos a imaginar como será o smartphone na palma da mão.

Imagem do iPhone 11 é claramente falsa

imagem falsa do iPhone XI

Podemos ver que a imagem é claramente da revelação do iPhone X (ou XS visto que são iguais) onde o CEO da Apple, Tim Cook, está a falar com designer principal, que já se despediu, Jony Ive.

Esta imagem surgiu como uma piada do Apple Insider onde Tim Cook diz ao seu colega que o próximo iPhone é provavelmente o melhor "shaver" (máquina de barbear) que podem fazer. Isto porque o preço do smartphone será provavelmente alto e que vai rapar a conta dos clientes.

Jony: I’ve trapped in that white room for too long which I got no chance to shave my beard. Tim, can we collaborate together to design a new shaver?Tim: Well not necessary. Our team have already integrated this feature into our new iPhone. The greatest shaver we’ve ever done! pic.twitter.com/7DtiFjNzKI

— AppleiDesigner (@AppleiDesigner) 13 de julho de 2019

O iPhone 11 não será muito diferente

Contudo, o iPhone 11 não será muito diferente daquilo que vemos na fotografia editada. Ou seja, ainda que tenha sido uma brincadeira, podemos ter uma noção de como será o equipamento na mão.

O próximo terminal da Apple chegará acompanhado do modelo Max e do XR. Este último deverá ter 2 câmaras traseiras mas continuará à mesma com um ecrã LCD. Algo seriamente inferior aos seus "irmãos".

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.