Este é o Elephone S8, um smartphone Android que, tal como disse no título, é inesperadamente belo. As fotografias não fazem jus àquilo que a Elephone fez aqui, por isso mesmo, vê com atenção a nossa review em vídeo e se surgirem dúvidas fica livre de as deixar nos comentários.

A Elephone não é propriamente desconhecida no mundo de smartphones Android. A empresa tem uma quantidade de dispositivos para todos os preços e gostos, porém, este Elephone S8 é sem margem para dúvida o smartphone mais elegante que a empresa alguma vez revelou.

   

Vê ainda: Este é o Huawei Nova 2 | E que smartphone este!

O novo Elephone S8 é na sua bem verdade um phablet. O terminal conta com um ecrã de 6″ polegadas e se és daqueles que não estás habituado a usar um terminal com estas dimensões, provavelmente o Elephone S8 não é para ti.

Sabe tudo sobre preços e envios do smartphone aqui

Embora me conquiste no design, este Elephone S8 não é perfeito e por isso mesmo é que preferimos fazer uma review completa ao smartphone para podermos analizar ao detalhe quais as vantagens e desvantagens do produto.

Olhar para o papel, ou simplesmente vê-lo a sair da caixa não é suficiente. Por isso mesmo utilizamos todos os dispositivos que temos para review por um determinado tempo de forma a saber avaliar os seus pontos positivos e negativos.

Qualidade de construção e design do Elephone S8

Elephone S8 Review | Um smartphone Android inesperadamente belo

O Elephone S8, como referi, foi o smartphone mais elegante da Elephone que já tive nas mãos. O dispositivo Android é brilhante, com ecrã vibrante e pormenores de qualidade. Até a sensação de clique nos botões laterais são de realçar.

A parte traseira de acrílico não é tão perfeita quanto o vidro, porém, terá menos probabilidades de partir e fica igualmente bonito. É apenas uma pena que facilmente fique sujo com as impressões digitais, mesmo assim, sinto que vale esse “problema”.

Sabe tudo sobre preços e envios do smartphone aqui

O Elephone S8 dá-nos um design idêntico ao primeiro Xiaomi Mi Mix. O terminal lançado no ano passado tinha basicamente a mesma ideologia que este gama-média da empresa chinesa. A grande diferença é que a Elephone decidiu deixar o leitor de impressões digitais na parte frontal do dispositivo.

O ecrã do Elephone S8 que tal?

A tela do Elephone S8 é cativante à primeira vista. As cores são saturadas e a resolução QHD dá-nos entender que a empresa asiática queria competir com ecrãs de topo. Embora seja LCD, a saturação é boa e de qualidade. As cores são vibrantes e cheias de energia.

Sentia apenas que em determinadas situações (em vídeos de Youtube) a imagem simplesmente não ficava tão nítida como um típico ecrã QHD. Embora seja bem superior a qualquer outro dispositivo da mesma gama de preço, está longe de conseguir competir com os tubarões de mercado.

E as câmaras do Elephone S8?

O sensor fotográfico de 21MP promete ser perfeito, porém, não é bem assim. O Elephone S8 consegue tirar fotografias de qualidade muito aceitável aquando acompanhado de boa luminosidade, contudo, quando as luzes baixam e a noite cai o terminal simplesmente não aguenta o “ruído”. A fotografia acima foi uma das raras excepções.

Todas as fotografias tiradas com o smartphone

Conseguimos puxar um pouco mais pela qualidade fotográfica com o HDR mas faz com demore demasiado para que a fotografia seja tirada criando, na maior parte das vezes, um desfoque pouco confortável.

Sabe tudo sobre preços e envios do smartphone aqui

A câmara frontal também não faz milagres. Serve para umas selfies com boa luminosidade mais não exijas mais do que isso. Este terminal perde, na minha opinião, em ter a câmara frontal na parte inferior. Sempre que queres tirar uma selfie tens de virar o terminal ao contrário conseguires interagir melhor com o User Interface.

Na performance, vale a pena?

O dispositivo não se engasgou uma vez e isso é de salientar. Por 200€ já consegues encontrar smartphones relevantes como por exemplo o Xiaomi Mi A1 ou Mi 5X, este Elephone S8 não teve medo de puxar nas especificações e isto significa uma utilização quase sempre fluida.

Um bug ou outro foram encontrados, contudo, resolvidos com constantes atualizações de sistema enquanto que utilizei o terminal.

As suas especificações num vislumbre:

  • Ecrã de 6″ polegadas IPS
  • Resolução FHD 2560 x 1440p (QHD)
  • Processador MediaTek Helio X25
  • 4GB de memória RAM
  • 64GB de armazenamento interno
  • Bateria de 4000 mAh
  • Android 7.1 Nougat
  • Câmara traseira de 21MP
  • Câmara frontal de 8MP

Mas é só isto?

Até ao momento ainda não me ouviste reclamar do smartphone, mas tem calma que o momento chegará. O Elephone pode até ter aspectos muito positivos, porém os seus erros são tão infantis que me deixa a questionar seriamente a administração da marca.

Sendo que este é um phablet Android de 6″ polegadas o seu público-alvo adorará certamente multimédia, as colunas de som são tão más que me desapontou seriamente. Mesmo o auscultador para chamada deixou a desejar.

Algo que deve também ser alertado é o USB-C. Teoricamente “universal”, este USB-C é mais longo que a maioria, assim sendo, só este tipo de cabo (com ponta maior) é que funcionará para carregar o terminal.

Concluindo… Vale a pena comprar este smartphone Android?

O dispositivo tem uma excelente autonomia e merece ser posto em cima da mesa se o teu orçamento vai para os 200€. O terminal é belo e se não fossem estes dois “defeitos” era perfeito para o preço.

Com um ecrã de 6″ polegadas só mesmo os amantes de ecrãs gigantes vão adorar. Mesmo assim, se as colunas de som e o USB-C não são um problema, não tenhas medo de investir o teu dinheiro porque ficarás feliz.

Reviews relevantes na 4gnews:

Energy Earphones 6 True Wireless – Análise

LG Q6 – Análise– O dispositivo gama-média com ecrã de flagship

Honor 9 –  Simplesmente o melhor terminal por menos de 500€

Pontuação 4gnews
Pontuação 4gnews
7.4

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho.
Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.